Sic Semper Tyrannis: Júlio César e a ruína da República

Aventuras na História edição 166, março de 2017

Redação AH

Nas bancas em fevereiro-março | <i>Crédito: Redação AH
Nas bancas em fevereiro-março | Crédito: Redação AH

Sic Semper Tyrannis: Júlio César e a ruína da República

A proximadamente 60 senadores tramaram o ato. Foram em bando, com Caio Cássio Longino e Marco Júnio Bruto liderando. Tão logo a reunião do Senado começou, cercaram Júlio César, que estava acomodado em sua poltrona, e passaram a – a expressão ficou para o tempo – “brutalizá-lo”. O ditador até esboçou alguma reação, mas é difícil afirmar quais foram exatamente suas palavras. 

“Até tu, Bruto, meu filho?” não foi. Essa é uma criação de William Shakespeare. É improvável que alguém tenha algo para dizer diante de 23 punhaladas. Se César ainda assim disse qualquer coisa, foi após ouvir o grito de guerra de Bruto: Sic semper evello mortem tyrannis. “Assim eu sempre trago a morte aos tiranos.” Abreviado por seus fãs para Sic semper tyrannis (“assim sempre aos tiranos”).

Essa frase, tão cheia de impacto, possivelmente também foi uma criação posterior. O historiador Plutarco retratou uma cena bem mais mundana: Bruto se aproximou de César como que para dizer algo, mas deu meia-volta e saiu correndo. 

Dito o que tivesse sido dito, foi nessa cena caótica e patética de março de 44 a.C. que, na visão dos perpetradores, o monstro estava morto. Acabava a carreira do ditador que ameaçava tornar a República Romana uma monarquia. (...)


Nesta edição

► Bárbara de Alencar Contra a Coroa: a primeira PRISIONEIRA POLÍTICA do Brasil
► A busca por EL DORADO
► Como fazíamos sem... OBSTETRA
► Arte e História: GIUSEPPE CASTIGLIONE, um italiano na corte dos imperadores chineses
► Futebol: A DEMOCRACIA CORINTHIANA
► História Ilustrada: CORRIDA ESPACIAL
► História Maluca: O banheiro que AFUNDOU o sumbarino
► Dito e Feito: QUILATE
► Viagem com História: DELHI
► Arqueologia do Futuro: ALIEN (1979)
► Retrotech: Como o MICROFILME ainda vai salvar a cultura
► Mary del Priore: CONSUMISMO no Império
► Foto-história: Teddy ROOSEVELT no Brasil

VEJA MAIS:

Conecte-se

Revista Aventuras na História