Notícia - Cruzamos com o homem de denisova

População asiática tem genes de hominídeo raro

Fabio Marton

Nosso primo neandertal | <i>Crédito: divulg.
Nosso primo neandertal | Crédito: divulg.
Não é segredo que todas as pessoas de hoje, exceto as da África Subsaariana, têm um pouco de DNA do Homem de Neandertal. Mas esse não foi o único primo com quem topamos após nossa saída da África: um estudo acaba de revelar que populações do sul da Ásia podem ter até 5% de genética derivada do Homem de Denisova. Esse é um ainda misterioso parente próximo nosso, conhecido por apenas minúsculos fragmentos encontrados na Caverna de Denisova, na Sibéria, em 2010. Através de testes de DNA, foi determinado que eles eram uma espécie separada do gênero Homo, ou ao menos uma subespécie do Homo sapiens. Assim como os neandertais, eles tiveram relações íntimas com os humanos modernos e talvez tenham sido extintos por absorção, não violência.

24/05/2016 - 08:11

Conecte-se

Revista Aventuras na História
Coleção CARAS