Em imagens: A queda da Bastilha

O símbolo do absolutismo foi invadido porque o povo queria munição

Texto Maria Carolina Cristianini | Ilustrações Sattu

Povo reunido na frente da bastilha | <i>Crédito: Sattu
Povo reunido na frente da bastilha | Crédito: Sattu

HISTÓRIA ILUSTRADA 


A Idade Contemporânea começou às 17h de 14 de julho de 1789. Nesse horário, a prisão que simbolizava a monarquia em Paris foi ocupada pelo povo, que assim dava início à Revolução Francesa. Mas as pessoas que queriam tomar o local não pensaram nisso. Elas só queriam munição.

Erguida em 1370, a Bastilha era uma fortaleza militar. No século 17, o local se firmou como cadeia. "Suas masmorras recebiam prisioneiros do rei", diz o historiador André Joanilho, da Universidade Estadual de Londrina. Assim ficou até 1789, ano em que a França beirava o caos. Enquanto a desigualdade imperava, o governo esbanjava nos gastos e deixava 25 milhões de pessoas insatisfeitas.

Sob pressão, o rei Luís XVI (1754-1793) reuniu em maio os Estados Gerais a fim de buscar saídas para o colapso financeiro. Percebendo que os privilégios seriam mantidos, a burguesia fundou sua própria Assembleia Nacional. Mas boatos de que o rei pretendia dissolvê-la geraram uma onda de saques, que culminaram na tomada da fortificação.

Clique para ampliar o infográfico


Confira os detalhes
VEJA MAIS:

Conecte-se

Revista Aventuras na História