Vídeo - Os 5 maiores picaretas da História

A elite da elite dos trambiqueiros. Com sua lábia, eles engabelaram até Al Capone.

O grande falsário Ferdinand Demara, que se passou por cirurgião - e salvou vidas! | <i>Crédito: Wikimedia Commons
O grande falsário Ferdinand Demara, que se passou por cirurgião - e salvou vidas! | Crédito: Wikimedia Commons
5. Frank Abagnale (1948)
Golpista, falsificador e mestre dos disfarces, se fez passar por piloto, médico e advogado até ser capturado. Tudo isso antes dos 21 anos. Solto, tornou-se consultor de segurança. Sua vida virou o filme Prenda-Me Se For Capaz.

4. Wilhelm Voigt (1849-1922)
Em 1906, o ex-presidiário vestiu uma roupa de oficial e deu ordens a cinco soldados para tomarem com ele a cidade de Köpenick, na Alemanha. Após a conquista, "confiscou" o dinheiro da prefeitura e sumiu num trem. Há uma estátua dele na cidade.

3. Ferdinand Demara (1921-1982)
O campeão dos falsários. Como monge trapista, ele fundou uma universidade - que existe ainda hoje. Na Guerra da Coréia, fez-se passar por um médico da marinha. Quando os feridos foram trazidos ao convés, enfurnou-se numa sala com livros de medicina. Voltou e operou todo mundo. Ninguém morreu.

2. P.T. Barnum (1810-1891)
Seu museu em Nova York tinha atrações como a "ama de George Washington", que teria 161 anos, e a "Sereia de Feejee" (uma cabeça de macaco costurada a um peixe). O "Príncipe da Tapeação" escreveu o livro A Arte de Arrancar Dinheiro.

1. Victor Lustig (1890-1947)
Em 1925, o checo convenceu um empresário a comprar a Torre Eiffel, fingindo-se de "ministro dos correios e telégrafos". Um ano depois tentou vendê-la de novo. Denunciado, fugiu para os Estados Unidos, onde conseguiu aplicar um golpe no gângster Al Capone.

VEJA MAIS:

Conecte-se

Revista Aventuras na História