Torre com centenas de crânios encontrada na Cidade do México

676 crânios - inclusive de mulheres e crianças - foram emparedados para assustar inimigos

Thiago Lincolins

Alguns dos crânios embutidos nas paredes da torre | <i>Crédito: Reuters/Henry Romero
Alguns dos crânios embutidos nas paredes da torre | Crédito: Reuters/Henry Romero

Uma torre com (até a última contagem) 676 crânios e ossos embutidos em suas paredes foi encontrada na Cidade do México, próximo ao Templo Mayor, o principal da antiga capital asteca de Tenochtitlán. 

+ O fim do Império Asteca 

Os arqueólogos acreditam que a torre era parte do Huey Tzompantli, uma gigantesca estante onde caveiras eram exibidas. Ela foi descrita pelos conquistadores espanhóis, que invadiram a cidade sob o comando de Hernán Cortés, e também em códices astecas.

Uma das arqueólogas durante as escavações / Reuters/Henry Romero

Acreditava-se que o  Huey Tzompantli era adornado com caveiras de guerreiros inimigos, capturados e sacrificados. O que levou a uma surpresa: grande parte dos ossos na torre é de mulheres e crianças. "Nós estávamos esperando encontrar apenas homens, obviamente  jovens, como os guerreiros deveriam ser. Não imaginávamos que mulheres e crianças costumavam participar das guerras ", disse à Reuters o arqueólogo Rodrigo Bolanos, líder da descoberta. "Aconteceu alguma coisa aqui que não temos qualquer registro a respeito, e isso é realmente novo, algo visto pela primeira vez no Huey Tzompantli."

Raul Barrera, outro arqueólogo das escavações, acredita que os crânios foram embutidos no local após ficarem em exposição ao público no Tzompantli. Com 6 metros de diâmetro, a torre estava localizada em direção ao templo de Huitzilopochtli, deus asteca do Sol, da guerra e do sacrifício humano.

A torre bate com o relato de Andrés de Tapia, soldado que acompanhou Cortés nas conquistas. Em suas crônicas, o guerrilheiro caracterizava um lugar sombrio com "milhares de crânios". O número deve aumentar com a continuação das escavações.  
VEJA MAIS:

Conecte-se

Revista Aventuras na História