Charles e Princesa Diana: O conto de fadas da vida real que virou um pesadelo

Neste dia, em 1981, o Palácio de Buckingham anunciava o noivado do Príncipe de Gales com o que viria a ser um dos maiores ícones mundiais: Lady Di

Daniela Bazi Publicado em 24/02/2020, às 08h00

Charles e Diana no dia da carimônia - Getty Images

O casamento entre o Príncipe Charles e Lady Di foi, inicialmente, considerado como o conto de fadas da vida real por muitas pessoas ao redor do mundo. Entretanto, o relacionamento do casal foi marcado por diversos desentendimentos que culminaram no divórcio, em 1996.

Charles e Diana teriam se conhecido em uma festa no ano de 1977, através da irmã de Lady Di, Sarah Spencer, que na época estava em um relacionamento com o Príncipe de Gales, e teve a duração de aproximadamente um ano. Em novembro de 1978, Charles convidou as irmãs para sua festa de 30 anos onde, segundo a própria Diana, sua irmã teria ficado um pouco enciumada com sua presença já que passou a perceber o repentino interesse do príncipe na moça.

Desde então, o casal passou a se aproximar cada vez mais e, em 1980, passaram um final de semana juntos em Sandringham. A família real apoiava muito o casal, já que Diana vinha de uma família aristocrata, era jovem – ela tinha apenas 18 anos na época, e se encaixava perfeitamente nos requisitos de uma futura rainha.

O Príncipe de Gales pediu Diana em casamento no dia 6 de fevereiro de 1981, no jardim do Palácio de Windsor. Em entrevista ao jornalista Andrew Morton, escritor de sua biografia Diana: Sua verdadeira história, a princesa disse que ao ser convidada para ir ao castelo, ela já imaginava o que estaria por vir.

Charles e Diana no Palácio de Buckingham no dia do anúncio de seu noivado / Créditos: Getty Images

 

“Charles disse: 'Casa comigo?' e começou a rir. Eu lembro de ter pensado que era uma brincadeira e disse 'sim, ok' e dei risada também. Ele estava falando sério, e ainda falou 'Você tem noção de que um dia será rainha?' E uma voz na minha cabeça dizia 'Você não vai ser rainha, mas você terá um papel difícil...'. Eu apenas respondi que sim, e que o amava muito, muito mesmo'. Ele disse apenas 'Seja lá o que o amor significa...' e subiu as escadas para ligar para a mãe e dar a notícia", detalhou Diana em sua biografia.

No dia 24 de fevereiro o Palácio de Buckingham anunciou ao público sobre o recente noivado da família real. Em sua primeira entrevista como noivos, ao serem perguntados se estavam realmente apaixonados, Diana respondeu “Claro!”, enquanto Charles disse "Sim, seja lá o que isso quer dizer...".

Uma semana antes do casamento acontecer, Diana assistiu a uma partida de pólo em que Charles participava. Entretanto, ao avistar a ex-namorada do príncipe, Camilla Parker-Bowles, a princesa começou a chorar e decidiu sair antecipadamente. O Palácio de Buckingham se pronunciou dizendo que era apenas exaustão, e estresse com a proximidade do grande evento.

Lady Di foi amparada por seus acessores e retirada imediatamente do local / Créditos: Getty Images

 

Na época, existiam fortes rumores de que Charles e Camilla ainda mantinham um relacionamento, mesmo ambos estando comprometidos. Pouco tempo depois, Diana descobriu que o príncipe planejava presentear a suposta amante com um bracelete, no qual o mesmo disse ser apenas um presente de amigo.

A família de Charles nunca apoiou seu relacionamento com Camilla / Créditos: Getty Images

 

O casamento ocorreu no dia 29 de julho de 1981, na Catedral de São Pedro e contou com mais de 3.500 convidados, incluindo Camilla e seu marido Andrew Parker-Bowles. Uma das principais manchetes do dia era "Lady Diana está acordada desde as 6 horas. Ela se sente muito bem. Chegou o grande dia para os britânicos, o dia do casamento de conto de fadas. O príncipe Charles irá transformar a bela e tímida auxiliar de jardim de infância Diana Spencer em sua princesa, e deixar muito feliz toda a nação".

Em sua biografia, Lady Di afirma que no dia anterior, recebeu um bilhete do Príncipe Charles em que ele se dizia muito orgulhoso dela e que estaria a esperando no altar. A princesa também revelou que na época estava no auge de sua bulimia e que chegou a cogitar em desistir de tudo, mas já era tarde.

A cerimônia foi transmitida pela televisão e mais de 600 milhões de espectadores ao redor do mundo acompanharam o episódio em que muitos chamavam de “a realização de um conto de fadas”. Esse foi considerado o maior casamento real do século 20.

Câmeras e holofotes foram posicionados por toda a catedral para a transmissão do casamento / Créditos: Getty Images

 

Durante uma entrevista de Diana em 1995 para o repórter da BBC, Martin Bashir, a princesa revelou que o começo do casamento foi ótimo. "Desesperadamente amei meu marido e queria compartilhar tudo com ele. Achava que a gente formava um belo casal", revelou.

Entretanto, com o passar do tempo, as brigas entre a dupla real aumentaram cada vez mais. Diana passava boa parte do tempo se sentindo solitária e desconfiada de que Charles estava com Camilla. Segundo Lady Di, com o nascimento de William e Harry, Charles costumava ficar ansioso para chegar em casa e passar um tempo com a família. A princesa ainda disse para o jornalista Andrew Morton que a gravidez de seu segundo filho foi um milagre, e a época em que o casal esteve mais próximo durante o casamento.

Fontes próximas a família real afirmam que William era mais próximo de Diana, enquanto Harry é de Charles / Créditos: Getty Images

 

Contudo, com o passar do tempo, o Príncipe de Gales voltou a se distanciar e a passar mais tempo com os amigos, incluindo Camilla. Os dois se casariam em 2005, muitos anos depois do início do relacionamento — que era apenas um caso enquanto Charles ainda estava casado com Diana, entre os anos de 1970. 

Com a traição e as constantes brigas, o casal decidiu se separar em 9 de dezembro de 1992. O processo de divórcio se prolongou por 4 anos, e foi finalmente oficializado em 28 de agosto de 1996.

Após sua polêmica entrevista secreta com Martin Bashir, em 1995, a Rainha Elizabeth II, mãe de Charles, teria enviado uma carta a Diana apoiando o divórcio do casal.

Com o fim do relacionamento, Diana iniciou um relacionamento com Dodi Al-Fayed, que estava junto no acidente de carro na França que causou a morte da princesa. Charles assumiu seu relacionamento com a recém divorciada Camilla Parker-Bowles, e se casaram em 2005, com uma cerimônia pequena.


+Saiba mais sobre o tema com as obras abaixo:

Diana: Sua verdadeira história em suas próprias palavras, Andrew Morton (2013) - https://amzn.to/2EhlUt4

Kate: Nasce uma princesa, Claudia Joseph (2011) - https://amzn.to/36yUdby

Meghan: A princesa de Hollywood que conquistou a Inglaterra, Andrew Morton (2018) - https://amzn.to/2EhwLU4

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Lady Di monarquia Príncipe Charles Inglaterra Princesa Diana polêmica Reino Unido

Leia também

Única filha mulher de Elizabeth II: A fracassada tentativa de sequestro à princesa Anne
De fantasia de soldado da SS a topless da duquesa: 5 polêmicas que abalaram o reinado de Elizabeth II
O caso extraconjugal da princesa Margaret e Roddy Llewellyn que chocou a corte britânica
Novas acusações de abuso sexual contra o príncipe Andrew escandalizam a corte
Príncipe Andrew anuncia que largará a vida pública