Lançamento da CNN: 2 de junho de 1980

Conheça fatos de junho que fizeram História

Aventuras na História Digital Publicado em 15/05/2015, às 07h11 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h35

Lançamento CNN
Lançamento CNN - Divulgacao

Lançamento da CNN  - 2 de junho de 1980


No dia 2 de junho de 1980, Ted Turner, encarnação do sonho americano, inovador e ousado em um mundo cada vez mais conservador, anunciou o surgimento da Cable News Network (CNN) durante um congresso de comunicação em Las Vegas. A CNN foi lançada como a primeira rede de televisão dedicada unicamente às notícias, com transmissões todos os dias do ano, 24 horas por dia, divulgando informação útil. Dez anos depois, o conceito de notícias ao vivo, transmitidas por satélite aos telespectadores 24 horas por dia, por sistemas de cabo através do mundo todo, alcançaria o auge. Durante a Guerra do Golfo, a CNN ofereceu a todos os espectadores do planeta um relato visual, dinâmico, momento a momento, dos acontecimentos à medida que estes se desenvolviam, tornando realidade a ideia de “aldeia global”, surgida em 1964.


A criação da CNN converteu Turner, em pouco tempo, em um dos milionários mais influentes no âmbito internacional, provando que é possível fazer negócios muito rentáveis empregando como ferramenta a ascendência da informação na opinião pública. A CNN, que começou a transmitir em 1985, era inicialmente dirigida a executivos americanos que se hospedavam em hotéis. No começo, a maioria da programação consistia na emissão simultânea dos dois canais nacionais da CNN – CNN/US e Headline News.


Com uma sede nova e maior, construída em 1994, Turner decidiu competir com os programas de notícias da BBC World Service Television. A CNN International (CNNi) surgiu como um canal de notícias internacional, com jornalistas de diversas nacionalidades, apesar de manter uma tendência manifesta pró-Estados Unidos. Hoje em dia, a CNNi é um canal de televisão de notícias, atualidades e programas de negócios em inglês. É propriedade do grupo americano de comunicação Time Warner, estando afiliada à CNN, que está limitada aos Estados Unidos e ao Canadá, e compartilhando a maioria do seu conteúdo com ela.


Internacionalmente, chega a mais de 200 milhões de lares e quartos de hotel de duzentos países, via satélite e por cabo. É emitida de forma aberta para a maioria dos telespectadores, embora algumas plataformas de televisão paga a incluam em seus pacotes televisivos. Além disso, pode ser vista gratuitamente em sua página na web. Até muito pouco tempo atrás, foi considerada a segunda maior e mais influente rede de notícias depois da BBC World.