2. Sem Novidade no Front: Primeira Guerra Mundial

Um libelo pacifista banido por Hitler

Douglas Portari Publicado em 01/07/2008, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Na frente de batalha, um jovem alemão e seus amigos descobrem o abismo que separa a guerra, idealizada como campo de heroísmo e glória, da realidade nas trincheiras infestadas de piolhos e ratos da Primeira Guerra Mundial. Baseado em Nada de Novo no Front, livro semi-autobiográfico do escritor alemão Erich Maria Remarque, o filme tornou-se um libelo pacifista, ao expor com extrema crueza o cotidiano das tropas em luta contra franceses e ingleses. Medo, fome e frio rivalizam na tela com bombardeios e ataques diários – sofridos e impingidos.

Resumo de um conflito que “deveria durar um mês” e se estendeu por longos quatro anos. O diretor Milestone optou por não utilizar qualquer trilha incidental nas impressionantes tomadas de batalha, aumentando o realismo dos inúteis avanços sobre a terra de ninguém e de suas lutas corpo a corpo. Um retrato da destruição física e psicológica de toda uma geração e da cegueira de civis embalados pela propaganda e pelo falso patriotismo. A produção foi banida de vários países e, na Alemanha, nazistas interrompiam suas sessões. Com a chegada de Hitler ao poder, em 1933, filme e livro foram proibidos, e o escritor Remarque teve de emigrar.

[Título original] All Quiet on the Western Front

[País] Estados Unidos

[Ano] 1930

[Direção] Lewis Milestone

[Elenco] Louis Wolheim, Lew Ayres, John Wray

[Preço do DVD] R$ 40

Fácil de encontrar

Fique de olho

Vencedor dos Oscars de melhor filme e melhor diretor, a produção mostra o ridículo e o absurdo da guerra nas cenas de um cobiçado par de botas que dura mais que os soldados que se revezam em seu uso.