48. A Batalha de Argel

O fim do colonialismo francês

Douglas Portari Publicado em 01/07/2008, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Produzido em estilo documental e lançado quatro anos após a Argélia ter conseguido sua independência, o filme de Pontecorvo foi proibido em vários países, inclusive no Brasil. Ele retrata a luta dos argelinos contra os colonizadores franceses no fim dos anos 50. Em cenas memoráveis, apresenta os atentados dos guerrilheiros da Frente de Libertação Nacional e também as torturas sofridas por estes nas mãos dos militares do Exército francês. Em 2003, com a invasão do Iraque, o Pentágono exibia o filme para oficiais sob o tema “Como vencer a batalha contra o terrorismo e perder a guerra ideológica”.

[Título original] La Battaglia di Algeri / Maarakat Madinat al Jazaer

[País] Itália/Argélia

[Ano] 1966

[Direção] Gillo Pontecorvo

[Elenco] Brahim Hadjadj, Jean Martin, Yacef Saadi

[Preço do DVD] R$ 60

Difícil de encontrar

Fique de olho

A invasão do bairro muçulmano de Kasbah, na capital Argel, é uma das tomadas mais impressionantes do filme. Pontecorvo ganhou o Leão de Ouro de melhor diretor no Festival de Veneza de 1966.