55. Terra de Ninguém: Guerra da Bósnia

O nonsense da Guerra da Bósnia

Leandro Steiw Publicado em 01/07/2008, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Quão estúpida pode ser a guerra? Só dá para pensar nisso ao assistir à história de dois soldados, um bósnio e outro sérvio, que por acaso acabam se abrigando na mesma trincheira. Sem ter contra quem lutar, ambos medem forças por meio de insultos e pela posse de uma arma. Mas o ódio mútuo começa a ser deixado de lado quando outro soldado bósnio fica imóvel sobre uma mina e eles decidem erguer a bandeira branca. Em pouco tempo, toda a indignação será canalizada para as Nações Unidas – cujos oficiais militares preferem se manter a distân- cia –, uma repórter inglesa e um sargento francês. Os três soldados estarão sempre abandonados à própria sorte.

[Título original] No Man’s Land

[País] Bósnia-Herzegovina/Eslovênia/Itália/França/Reino Unido/Bélgica

[Ano] 2001

[Direção] Danis Tanovic

[Elenco] Branko Djuric, Rene Bitorajac, Filip Sovagovic, Georges Siatidis, Serge-Henri Valcke, Sacha Kremer, Alain Eloy, Mustafa Nadarevic

[Preço do DVD]: R$ 35

Fácil de encontrar

Fique de olho

A seqüência cômica do soldado da ONU ouvindo música, tranqüilamente, realmente aconteceu. O diretor Tanovic presenciou cena idêntica em Sarajevo, durante a guerra, enquanto as pessoas fugiam da troca de tiros.