Árabes X Israelenses: do improviso à sofisticação

Os primeiros combates foram travados com sobras da Segunda Guerra. Já o mais recente usou o que há de melhor

Fabiano Onça Publicado em 01/11/2006, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Quando o primeiro conflito entre árabes e israelenses eclodiu em 1948, as milícias judaicas que deram origem ao Exército de Israel lançaram mão das sobras da Segunda Guerra. Um exemplo é o Avia S-199, avião da então Tchecoslováquia que, na realidade, era uma cópia barata do FW-190 alemão. “Os árabes não estavam em situação melhor. O Egito, por exemplo, lutou com aviões Spitfires e até mesmo Hurricanes, ambos de fabricação inglesa”, diz o professor Wilson Barbosa, professor de História Contemporânea da USP. Entretanto, após três guerras e várias invasões, o que se viu em 2006, no Líbano, foi bem diferente. Os israelenses encabeçaram o ataque com seu Merkava, considerado o tanque mais blindado do mundo. Já as milícias do Hezbollah responderam com o moderno antitanque RPG-29 Vampir, de fabricação russa.

AT-3 Sagger

O que é - Este míssil antitanque de fabricação soviética, fortemente inspirado no Entac francês, é provavelmente a peça mais produzida de seu gênero. Apenas os soviéticos fabricaram 25 mil unidades, fora outros países do bloco comunista que a fizeram com outro nome e ligeiras diferenças. Operado por um sistema manual (joystick), ele necessitava de uma distância mínima de 500 metros para ganhar velocidade e estabilidade suficientes para o impacto.

Por que foi importante - Essa era a única forma de os árabes fazerem frente à doutrina blindada israelense. Segundo relatórios soviéticos, as perdas de Israel foram severas – 800 tanques teriam sido retirados de combate por mais de 24 horas.

Ficha Técnica

Peso: 10,9 kg

Comprimento: 860 mm

Diâmetro: 125 mm

Taxa de fogo: 15 disparos/min

Velocidade média: 115 m/s

Alcance: 500 m a 3 km

Carga explosiva: 2,5 kg Heat 400 mm

Tempo de impacto (3 km): 30 s

K98 7.92mm Mauser

O que é - O rifle de ação de culatra Karabinier 98k foi a arma padrão da infantaria nazista durante a Segunda Guerra.

Por que foi importante - Durante a guerra de 1948, a Haganah importou grandes quantidades deste rifle – que abundava na Europa como material capturado dos alemães.

Ficha Técnica

Peso: 4 kg

Comprimento: 1 110 mm

Cartucho: 7.92 x 57 mm (8 mm Mauser)

Calibre: 8 mm

Taxa de fogo: 15 disparos/min

Velocidade do projétil: 745 m/s

Alcance efetivo: 500 m

Uzi SMG

O que é - A Uzi foi batizada com esse nome em homenagem a seu criador, Uziel Gal (que não queria ter seu nome associado à arma, mas foi ignorado). É uma pistola-metralhadora bem compacta, desenvolvida no final da década de 1940. Foi escolhida pelo Exército israelense por sua extrema simplicidade e economia no processo de fabricação.

Por que foi importante - A Uzi era a arma de defesa pessoal de várias unidades auxiliares, como as tropas de suporte e de artilharia. Porém, graças a seu tamanho reduzido, também se tornou a arma padrão para as tripulações de tanques.

Ficha Técnica

Cartucho: .22 LR, 45 ACP, .41AE, 9mm Parabellum

Peso: 3,5 kg

Comprimento: 470 mm

Cadência de tiro: 600 projéteis/min

Velocidade do projétil: 400 m/s

Merkava mk 4

O que é - Este tanque, cujo nome em hebreu significa “carruagem”, é um carro de combate pesado desenvolvido por Israel. A última versão é o Merkava Mk 4 alia blindagem robusta e alta velocidade.

Por que foi importante - Após as pesadas baixas sofridas na Guerra do Yom Kippur, Israel decidiu construir seu próprio tanque. Para proteger sua tripulação, este tanque tem uma inovação: uma portinhola na traseira, que permite a rápida evacuação. O Merkava foi muito usado nos ataques ao Líbano em 1978 e 1982. Sua eficiência, no entanto, foi contestada durante a invasão de 2006. Fontes israelenses reconhecem 50 tanques destruídos, enquanto os árabes elevam as perdas para 160.

Ficha Técnica

Peso: 65 t

Comprimento (sem o canhão): 7,6 m

Comprimento (com o canhão): 9 m

Altura: 2,7 m

Largura: 3,7 m

Tripulação: 4 homens

Velocidade média: 75 km/h (estrada) e 65 km/h (campo)

Motor: 1 500 HP a diesel

Autonomia: 500 km

Armamento principal: 1 canhão

120 mm com 48 projéteis, um míssil antitanque Lahak.

Armamento secundário: uma metralhadora 12.7 mm, duas metralhadoras 7.62, um morteiro 60 mm.