Briga pelo pioneirismo da disseminação dos restaurantes

Outro francês pode ter disseminado os restaurantes

Lia Hama Publicado em 01/12/2006, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Uma historiadora da University College de Londres, na Inglaterra, lançou uma polêmica em 2000 que até hoje não está bem resolvida. Segundo Rebecca Spang, professora de História Moderna Européia e autora do livro A Invenção do Restaurante, o tal Boulanger, apontado em diversas fontes como o disseminador do restaurante, nunca existiu.

Em mais de quatro anos de estudo, a pesquisadora afirma não ter encontrado qualquer referência a Boulanger em documentos do século 18. Para ela, o que há a respeito do sujeito são apenas lendas. Rebecca afirma ainda que o inventor do restaurante teria sido um homem chamado Mathurin Roze de Chantoiseau. O francês teria aberto o primeiro estabelecimento do gênero em 1766, também em Paris.

 

Comer & beber

Número de restaurantes explodiu em 40 anos

Jantar fora

Antes do restaurante, dava para comer fora em feiras de rua, tabernas (onde se vendia bebida alcoólica) e estalagens (que também hospedavam).

Boom pós-revolução

Até a Revolução Francesa, em 1789, havia uma centena de restaurantes no país. Em 1830, eles já eram 3 mil. De lá, eles se espalharam para o mundo.

O número 1

O título de primeiro restaurante de luxo do mundo é do (adivinhe) La Grande Taverne de Londres. Parecido com s atuais, foi aberto em 1782 em Paris.