Curiosidades sobre café amargo, salto alto e milk-shake

Curiosidades sobre café amargo, salto alto e milk-shake

Paula Desgualdo Publicado em 01/06/2008, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

RECADO AMARGO

Na Armênia, a resposta para um pedido de casamento estava no cafezinho servido ao pretendente. Se a união fosse consentida pela família da moça, ele vinha com bastante açúcar. Caso contrário, era bem amargo. Essa era uma maneira delicada de dispensar um mau partido sem provocar constrangimentos.

ESTÁTUAS VIVAS

Em Veneza, no século 16, os pés femininos equilibravam-se em sapatos de 65 centímetros de altura, ou até mais. As moças precisavam de dois criados só para ajudar a calçá-los. Símbolo de riqueza, essas plataformas eram usadas com o maior orgulho por suas donas. Elas nem se importavam com a zombaria dos turistas que visitavam a cidade para vê-las em seus pedestais.

SODA DO CAPETA

A primeira versão do milk-shake foi criada no fim do século 19, nos Estados Unidos. Era um tônico para doentes, feito com leite, uísque e chocolate. Havia também quem apreciasse a combinação de sorvete e soda. Dizem que essa receita foi proibida na cidade de Evanston, em Illinois. Ingerir a bebida aos domingos era considerado um pecado grave.