Curiosidades sobre Las Shicras, as ruínas de Pompéia e evolução

Curiosidades sobre Las Shicras, as ruínas de Pompéia e evolução

01/01/2007 00h00 Publicado em 01/01/2007, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Primeiras civilizações

Arqueólogos peruanos e japoneses encontraram uma cidade pré-colombiana na costa central do Peru, a 120 quilômetros ao norte de Lima. O antigo burgo, denominado Las Shicras, teria existido há 4850 anos, segundo testes de datação feitos com o método do carbono 14. Se confirmada sua remota existência, esse tesouro arqueológico se igualará a Caral, também no Peru, que está entre as primeiras civilizações do mundo, ao lado de Mesopotâmia, Egito, China e Índia.

Visita ao bordel de Pompéia

As ruínas de Pompéia, na Itália, têm nova atração desde que foram restaurados os afrescos eróticos de um de seus bordéis. A cidade romana, soterrada pela erupção do Vesúvio em 79, permitia o comércio sexual, geralmente exercido por escravos. O Lupanare – do latim lupa (“prostituta”) – tinha dez quartos, onde são visíveis os nomes dos profissionais e de seus clientes nas paredes. Segundo arqueólogos, o preço cobrado era o equivalente ao de oito taças de vinho tinto.

Cérebro das cavernas

Neandertais, os ancestrais do homem moderno, podem ter legado a nós, Homo sapiens sapiens, uma herança inestimável. Pesquisadores da Universidade de Chicago revelaram que, paradoxalmente, esses “homens das cavernas”, conhecidos por seu baixo intelecto, contribuíram para o desenvolvimento de nosso cérebro superior. Mais do que terem dividido o mesmo território, a Europa, eles se miscigenaram com Homo sapiens. Dessa mistura teria surgido o gene microcephalin (ou MCPH1), que regula o tamanho do cérebro humano.