Descobertas: monstro, arquitetura romana, xadrez e a cirurgia grega

Descobertas: monstro, arquitetura romana, xadrez e a cirurgia grega

01/05/2008 00h00 Publicado em 01/05/2008, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Monstro dos mares

Um gigante de 15 metros de comprimento e 150 milhões de anos de idade foi encontrado por caçadores de fósseis a 1300 quilômetros do pólo Norte. Ele pertence a um dos maiores répteis marítimos conhecidos. Especialistas noruegueses dizem que o novo animal é um Tiranossaurus rex dos mares, 20% maior que o maior animal conhecido da mesma espécie, o pliossauro.

Reconstituição digital

Inaugurado no ano 28 a.C. pelo imperador Otávio Augusto (63 a.C.-14 d.C.), o templo romano de Apolo era uma incógnita para os arqueólogos. Com o passar dos séculos, tudo o que sobrou dele foram blocos disformes que faziam parte da base do edifício. Agora Stephan Zink, arqueólogo da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, conseguiu reconstruir digitalmente o edifício. Para isso, ele fez um levantamento no local e analisou os projetos de Marcus Vitrivius Pollio, engenheiro famoso na época de Otávio.

Da Vinci inédito

Não faz muito tempo, um dos livros sobre xadrez mais conhecidos do mundo era apenas uma lenda. Ele se chama De Ludo Schaccorum, título em latim para “Sobre o jogo do xadrez”, e foi escrito por volta de 1500 pelo matemático italiano Luca Pacioli (1445-1517). Ao ser encontrado, no norte da Itália, o livro trouxe uma revelação: desenhos de Leonardo da Vinci (1452-1519). Amigo de Pacioli, ele esboçou algumas das ilustrações de tabuleiros.

Cirurgia de risco

Um buraco em um crânio do século 3 a.C. sugere que os gregos da época faziam cirurgias cerebrais. O esqueleto encontrado perto de Tessalônica, na Grécia, é o de uma mulher de cerca de 25 anos. O rombo sugere a execução de uma cirurgia complexa. Mas os ossos também indicam que a paciente morreu durante a operação.