Dieta dos povos sambaquis: tártaro revelador

Pesquisa mostra a dieta dos povos dos sambaquis.

01/05/2007 00h00 Publicado em 01/05/2007, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Há quase 3 mil anos, os povos que habitavam regiões litorâneas do sul do Brasil comiam tubérculos. E mascavam folhas de palmeira – provavelmente para confeccionar cordas e cestos. Isso pôde ser constatado com uma técnica desenvolvida por pesquisadores da Universidade de São Paulo, que analisa o tártaro presente nos dentes das populações.

O método é uma espécie de “limpeza dental”, feita com uma solução à base de ácido hidroclórico. Foi descoberto por cientistas do Laboratório de Antropologia Biológica da USP e publicado no Jornal de Ciência Arqueológica. O tártaro encontrado nos dentes dos esqueletos revela o tipo de alimento consumido dias ou até semanas antes da morte do indivíduo.

A população estudada pela equipe de pesquisadores pertence ao sítio arqueo-lógico Jabuticabeira II, um sambaqui localizado em Jaguaruna, em Santa Catarina. São esqueletos com idades entre 1800 e 2800 anos.