EUA: um país por 1,6 bilhão de dólares

Em números atuais, esse foi o valor que os Estados Unidos pagaram para ampliar seu território em 11 vezes

Patrícia Junqueira Publicado em 29/06/2009, às 06h53 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Em 1803, o presidente americano Thomas Jefferson (1743-1826) enviou representantes à França para comprar a cidade de Nova Orleans. Eles ofereceram 10 milhões de dólares. Com mais 5 milhões, levaram toda a colônia francesa da Louisiana. Essa foi a primeira aquisição de terras feita pelos Estados Unidos (formado, até então, pelas 13 colônias que declararam independência em 1776, mais uma área tomada da Inglaterra em 1783). Nos anos seguintes, os americanos gastaram 1,6 bilhão de dólares (em valores de 2009) para chegar ao tamanho atual.

"Em apenas seis décadas, os Estados Unidos multiplicaram seu território em 11 vezes", afirma o historiador americano Sean Purdy, professor da Universidade de São Paulo. Com o intenso crescimento populacional da época, o país precisava de espaço. Além disso, a partir de 1820, as potências européias começaram a fazer planos de reocupar suas antigas colônias na área. Foi quando o presidente James Monroe (1758-1831) criou a doutrina da "América para os americanos", segundo a qual a Europa não poderia mais interferir no continente.

Essa fase de expansão foi freada pela Guerra Civil (1861-1865). "Depois do conflito, as empresas e o governo encontraram formas de conquistar consumidores sem anexar territórios", diz Rachel St. John, historiadora da Universidade de Harvard. Apesar disso, os americanos ainda tentaram, sem sucesso, tomar outras partes do México e do Canadá. Foram compradas as Filipinas (hoje independentes) e as Ilhas Virgens (ainda americanas). Outros países, como as Ilhas Marshall e Porto Rico, agora são considerados "associados".


A América vai às Compras
Como foi a anexação de cada território que hoje faz parte dos EUA

Cessão Mexicana

Dono anterior: México

Anexado em: 1848

Como foi: Em guerra com os mexicanos desde 1846, os Estados Unidos tomam a capital. Para evitar a anexação completa, os derrotados cedem terras.

Valor pago: 18,25 milhões de dólares (ou 480 milhões atuais).

Alasca

Dono anterior: Rússia

Anexado em: 1867

Como foi: Os russos ofereceram o território aos americanos em 1859, mas a Guerra Civil adiou a compra em oito anos.

Valor pago: 7,2 milhões de dólares (que hoje valeriam 101 milhões).

Compra Gadsden

Dono anterior: México

Anexado em: 1853

Como foi: Parte de um acordo para construir uma estrada de ferro, serviu para encerrar uma discussão de fronteiras.

Valor pago: 10 milhões de dólares (270 milhões no presente).

Louisiana

Dono anterior: França

Anexado em: 1803

Como foi: Napoleão Bonaparte (1769-1821) vendeu toda a colônia (que hoje abarca terras de 15 estados americanos).

Valor pago: 15 milhões de dólares (273 milhões de dólares atuais).

Flórida

Dono anterior: Espanha

Anexado em: 1819

Como foi: Para acabar com as tensões no Caribe, espanhóis e americanos assinaram o Tratado de Adams-Onís, que redefiniu as fronteiras da região.

Valor pago: 5 milhões de dólares (hoje, 82 milhões de dólares).

Ilhas Virgens Americanas

Dono anterior: Dinamarca

Anexado em: 1917

Como foi: Essencial para a defesa do canal do Panamá, foi comprada pouco antes de os americanos entrarem na Primeira Guerra.

Valor pago: 25 milhões de dólares (403 milhões em 2009).

Bons negócios
Pode não parecer, mas o investimento saiu barato

Total atualizado: US$ 1,6 bilhão

Esse valor compra...

. 7 mil carros Ferrari

. 5 aviões Superjumbo

. 36 iates de luxo

... Mas é pouco perto do patrimônio de:

1 Bill Gates = 35 EUA

1 Oprah Winfrey = 1 EUA

1 Antônio Ermírio de Moraes = 6 EUA