Guerra Civil Espanhola - Testar armas!

Conflito espanhol foi como um laboratório de guerra

01/05/2006 00h00 Publicado em 01/05/2006, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

A Guerra Civil Espanhola foi um grande campo de testes: várias potências militares experimentaram a eficácia de novas armas. O caso mais notório foi o da Legião Condor, formada por soldados da força aérea alemã. “Além dos equipamentos testados, os cerca de 20 mil homens da Luftwaffe que serviram neste corpo expedicionário ganharam uma experiência de combate inestimável, que foi muito útil no início da Segunda Guerra Mundial”, afirma Wilson Barbosa, professor de História Contemporânea da Universidade de São Paulo (USP). Mas os alemães não foram os únicos. Russos e italianos também usaram a Guerra Civil Espanhola para fazer seus testes, enviando tropas e equipamentos como os tanques T-26 (russo) e o L.3 (italiano).

Stuka Ju87

O que era?

O Junker Ju 87, conhecido como Stuka, foi o mais famoso bombardeiro de mergulho da Segunda Guerra Mundial. O primeiro design foi elaborado em 1934, mas ele só foi realmente aprovado pela Luftwaffe no final de 1937. Durante a Guerra Civil Espanhola, foram usados pela Legião Condor e testados na ofensiva sobre Aragão, na Batalha do Ebro. Fizeram parte ainda de controversos bombardeios a alvos civis em Bilbao e Guernica, em 1937.

Ficha Técnica (Ju87A1)

Comprimento: 10,8 m

Envergadura: 13,8 m

Altura:3,9 m

Peso (máximo): 3.324 kg

Motor: Jumo 210D

Potência máxima: 720 HP

Velocidade máxima: 310 km/h

Alcance (com bombas): 800 km

Armamento: canhão MG-17 7,92 mm (dianteiro) e MG-15 7,92 mm (traseiro), 1 bomba de 250 kg.

Coquetel Molotov

A arma rústica foi usada em Toledo, em 1936, quando os nacionalistas barraram tanques T-26 soviéticos. O nome do invento, porém, é posterior e originou-se de uma ironia dos finlandeses, quando invadidos pelos soviéticos, em 1939. O diplomata russo Vyacheslav Mikhailovich Molotov dizia que os soviéticos lançariam comida dos aviões para os civis. Mas jogavam bombas, as “cestas Molotov”. Os finlandeses “copiaram” o invento e o batizaram de “coquetel Molotov”.

Ficha Técnica

Ácido sulfúrico (variável)

Gasolina ou etanol (variável)

1 garrafa

1 rolha

1 pedaço de pano

Tokarev Tula – 33

A Tokarev teve seu batismo na Espanha. Era a arma de tanquistas, instrutores e pilotos soviéticos enviados para ajudar os republicanos. Foi desenvolvida na década de 30 por Fedor Tokarev para substituir os antigos revólveres Nagant 1895, em uso no exército desde a época dos czares. Seu design é praticamente o mesmo da M1911 Browning. A alta resistência, o desenho espartano e a precisão tornaram-na uma das melhores pistolas da época.

Ficha Técnica

Calibre: 7,62x25 mm

Comprimento: 193 mm

Peso (descarregada): 830 gramas

Pente (destacável): 8 balas

Cadência de tiro: semi-automática

Velocidade do projétil:420 mps