Guerras que viraram filmes: luzes, câmera, expansão!

Cinco guerras transformaram as colônias britânicas em uma potência mundial

Mauro Tracco Publicado em 12/07/2006, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Curiosamente, essas guerras pouco atraem a atenção de diretores e roteiristas de Hollywood, que preferem dramatizar os confrontos do século 20. Selecionamos um filme de cada um dos episódios da expansão norte-americana.

Guerra da Revolução Americana (1775 a 1783)

História: Lideradas pelo General Washington, as 13 colônias enfrentam o maior império do mundo e ganham sua independência.

No cinema: O país que adora defender a liberdade fez poucos filmes – quase todos ruins – sobre sua guerra pela independência, como Revolução (1984), com Al Pacino, e O Patriota (2000), com Mel Gibson.

Nossa dica: A Travessia (The Crossing, 2000) – George Washington e suas tropas atravessam o rio Delaware, no Natal de 1776, para lutar na batalha que inverteria a balança da guerra.

Após a batalha de Trenton, Washington torna-se o líder indiscutível da revolução.

Diretor: Robert Harmon.

Ator principal: Jeff Daniels

Guerra de 1812 (1812 a 1815)

História: A coroa britânica ainda desrespeitava a soberania da ex-colônia, enquanto os EUA queriam expandir seu território com a anexação de parte do Canadá. O conflito fica conhecido como a segunda guerra pela independência.

No cinema: Os historiadores a chamam “guerra esquecida”. O cinema parece não ter se lembrado mesmo dela.

Nossa dica: War of 1812 (1999) - O “docudrama” produzido pelo diretor e historiador Brian McKenna para a TV canadense é a melhor opção para saber sobre o confronto sem recorrer a um documentário.

Diretor: Brian McKenna. Ator principal: Nigel Bennet

Guerra do México (1846 a 1848)

História: Após os dois anos de conflito, os EUA conquistam, ou obrigam o México a vender, os territórios dos atuais estados da Califórnia, Nevada, Utah e partes do Novo México, Arizona, Colorado e Wyoming.

No cinema: Talvez por ser um dos mais cínicos episódios da História, já que os EUA entraram para defender o Texas e aproveitaram para tomar um terço do México, essa guerra é pouco abordada. O conhecido filme O Álamo (1960), dirigido e interpretado por John Wayne, ao contrário do que muitos pensam, não fala sobre essa guerra, mas sim sobre a anexação do Texas em 1836, dez anos antes.

Nossa dica: A Coragem de um Homem (One Man·s Hero, 1999). Conta a história da brigada de São Patrício, um grupo de soldados irlandeses que deserta no meio da guerra e se alia aos mexicanos, que eram católicos como eles.

Diretor: Lance Hool. Ator principal: Tom Berenger

Guerra da Secessão (1861 a 1865)

História: A vitória do Norte sobre o Sul evitou a divisão e o enfraquecimento dos Estados Unidos. A guerra doméstica foi a mais sangrenta da História do país.

No cinema: Clássicos como E o Vento Levou (1939) e Três Homens em Conflito (1966) familiarizaram o público com a Guerra Civil. Mesmo assim, o número de filmes sobre esse confronto é muito menor se comparado aos de guerras do século seguinte.

Nossa dica: Anjos Assassinos (Gettysburg, 1993). O filme, com mais de quatro horas, conta a história da decisiva Batalha de Gettysburg e mostra os dois lados da história.

Diretor: Ronald F. Maxwell. Atores: Tom Berenger, Jeff Daniels, Martin Sheen

Guerra Hispano-Americana (1898)

História: Após a vitória sobre os espanhóis ao lado de Cuba, Filipinas e Porto Rico, os EUA assumem o controle das colônias ibéricas e emergem como uma potência imperial. Três territórios são anexados: Filipinas e Guam, na Oceania, e Porto Rico, no Caribe.

No cinema: Foi a primeira guerra usar o cinema como máquina de propaganda. As batalhas eram reencenadas em filmes e exibidas em teatros de todo o país.

Nossa dica: Mambí (1998). A produção hispano-cubana de baixo orçamento conta a história de um jovem espanhol que se junta às forças armadas para lutar contra os guerrilheiros cubanos. O filme mostra todos os lados do conflito

Diretor: Santiago Rios e Teodoro Ríos. Ator principal: Carlos Fuentes