O hit parade nazista

Oficiais da SS ouviam música para relaxar nos campos

01/04/2007 00h00 Publicado em 01/04/2007, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

A soprano Fania Fénelon, que conta em sua autobiografia Playing for Time (sem edição em português) como sobreviveu ao Holocausto graças a sua voz, revela alguns dos compositores clássicos preferidos dos oficiais alemães. O perverso médico Josef Mengele gostava do austríaco Mozart e Maria Mandel, a chefe da polícia nazista, preferia o italiano Puccini, autor de Madame Butterfly. Escute em www.aventurasnahistoria.com.br versões dessas e de outras obras-primas que foram interpretadas pela soprano e suas companheiras no campo de Auschwitz – no momento em que os prisioneiros eram enviados à morte nas câmaras de gás.