Hitler por Stálin

Hitler por Stálin

Tatiana Aoki Publicado em 01/12/2007, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Desconfiado de que Hitler não teria realmente se suicidado e que, posteriormente, o Partido Nazista se uniria aos aliados ocidentais, Stálin encomendou um dossiê a respeito do Führer. Esse documento, intitulado O Dossiê Hitler (Record), foi entregue a Stálin em 1949 – e liberado dos arquivos russos somente 50 anos depois. Ele retrata das bebedeiras entre os membros do alto escalão nazista até a adoração de Hitler por seus cachorros, passando pela relação tortuosa com sua amante, Eva Braun.

Trecho do livro

"Os acessos de irritabilidade nervosa tornaram-se mais freqüentes. Ora Hitler tinha a sensação de que o colarinho estava muito apertado, atrapalhando a circulação sanguínea, ora reclamava de que suas calças eram muito compridas. Queixou-se de coceira. Passou a desconfiar da presença de veneno em tudo – na água da pia do banheiro, no sabonete, no creme de barbear, na pasta de dentes. Exigia análises laboratoriais até mesmo da água usada para cozinhar suas refeições. Hitler roía as unhas, coçava as orelhas e a nuca até sair sangue."