Jogos de Guerra: War contra um jogador de peso

01/03/2006 00h00

Enfrentamos um especialista na nova versão do jogo clássico. Veja quem ganhou Publicado em 01/03/2006, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Nosso repórter, fanático por guerras e jogos, foi desafiar alguém para um combate de verdade. A peleja faaconteceu no tabuleiro do famoso War, que tem nova versão, com mais paí-ses - bem divertida. O adversário dele era ninguém menos que o gerente de produtos da Grow, Gustavo Arruda, 29 anos, que tem pelo menos 10 de prática com o jogo de guerra. Cada um começou com 21 territórios. O objetivo era conquistar o mundo. Acompanhe a seguir os principais momentos do jogo entre o repórter Fabiano Onça e o especialista Arruda, narrados pelo nosso desafiante.

Fabiano tenta melar o jogo logo no início

“Não digo que não tentei. Gustavo é esperto, sabe tudo. Começou ganhando vários territórios. Eu escondia os dados, esbarrava no tabuleiro para melar o jogo. Gustavo estava com o moral.”

Arriscando um contragolpe

“Nas rodadas seguintes, imaginei dar o troco, fechando a América do Sul e a África. Só que ele tinha posicionado três pecinhas na Venezuela e cinco no Congo. Isso não me deixava fechar um continente e ganhar peças extras. A situação começava a se complicar.”

Invasões fulminantes

“Gustavo tomou o Japão, atacou Madagascar e arrebatou a Índia. Finalmente ele invadiu Sumatra, fechou a Oceania (ele já tinha os outros três territórios) e passou a receber duas peças extras por ter tomado o continente.”

Derrota rápida

“Perdi a África e a América do Sul. Aí já não dava para fazer nada, até Gustavo me varrer do mundo e me confinar na Mongólia. Triste fim para um fã de guerra como eu. O cara me venceu em menos de uma hora! Nem deu tempo de ganhar experiência...”

 

Samurais contra gladiadores

Anachronism põe no tabuleiro os maiores guerreiros da história. Vai encarar?
Fabiano Onça

Com o novo jogo de cartas da BBC e do History Channel, você pode botar para brigar alguns dos maiores guerreiros de todos os tempos. Que tal uma arena com o lendário samurai Myamoto Musashi contra o grandioso gladiador Spartacus? Dá para armar uma disputa desse calibre. Combine as cartas de golpe com as de armas, forme combos e veja, afinal, quem era o maioral.