Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História

Julho na História

Julho na História

Maria Carolina Cristianini Publicado em 16/07/2006, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Aventuras na História - Arquivo Aventuras
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

1840

Aos 14 anos de idade, após receber a visita de uma comissão de deputados, Pedro II aceita assumir o governo brasileiro e presta juramento diante da Assembléia Geral (que reunia, em ocasiões especiais, os representantes da Câmara e do Senado). Pedro II tinha sido declarado imperador em 1831, após a abdicação de seu pai, Pedro I, mas não podia exercer o cargo por não ter 18 anos – em seu lugar, regentes se revezavam. A campanha para a antecipação da maioridade começara em abril de 1840. O país enfrentava uma série de revoltas nas províncias por conta da instabilidade política (como a Cabanagem) e, para resolver a crise e tirar os adversários conservadores do poder, os liberais resolveram entregar o governo a Pedro II. Tentaram mudar a situação legalmente, mas acabaram derrotados na Câmara. As conspirações então começaram. Quatro anos antes do previsto, o “golpe da maioridade” deu início ao Segundo Reinado.

Dia 23, no Rio de Janeiro

Eu me lembro

"Juro manter a religião Católica Apostólica Romana, a integridade e indivisibilidade do Império, observar e fazer observar a Constituição política da nação brasileira e mais leis do Império, e prover ao bem geral do Brasil, quanto em mim couber."

Trecho do juramento de Pedro II diante da Assembléia Nacional

100 a.C.

Nasce Júlio César, que se tornaria general e ditador romano. Segundo a mitologia, sua ascendência chegava a Julus, filho do príncipe troiano Enéias e neto da deusa Vênus.

Dia 12 ou 13, em Roma

306

Flavius Valerius Constantinus, conhecido como Constantino I, é proclamado Augusto (título que sugeria divindade) por suas tropas e se torna imperador romano – o primeiro a seguir o cristianismo. Governou até sua morte, em 337.

Dia 25, em Roma

1542

Guiado por índios guaranis, o navegador espanhol Alvar Nuñes Cabeza de Vaca descobre a foz do rio Iguaçu. Ele ia para o Paraguai quando viu as cataratas – às quais chamou de Cachoeira de Santa Maria.

Dia 15, no Paraná

1776

Um grupo liderado por Thomas Jefferson elabora e aprova a Declaração de Independência de colônias britânicas que passam a se chamar Estados Unidos da América.

Dia 4, na Filadélfia

1825

Em homenagem a Simon Bolívar, que lutou pela independência do país em maio daquele ano, a Bolívia recebe seu atual nome. Antes, era conhecida como Alto Peru.

Dia 10, na Bolívia

1890

Aos 37 anos, o holandês Vincent van Gogh morre nos braços do irmão, Theo, dois dias depois de dar um tiro no próprio peito. Segundo cartas que Theo escreveu sobre o ocorrido, as últimas palavras do pintor foram: “A tristeza durará para sempre”.

Dia 29, em Auvers-sur-Oise, França

1984

O grupo dissidente da Frente Liberal sai do Partido Democrático Social, rompe com o governo militar e inicia negociações para lançar a candidatura do peemedebista Tancredo Neves à presidência da República.

Dia 5, em Brasília

Eu me lembro

"Eu era senador e, na época, meu nome era cogitado para candidato à presidência pelo PDS. Rompemos com o governo porque percebemos que o rumo dado à sucessão não era o desejado pelo país. Queríamos deixar claro que não aceitávamos aquele caminho. Naquele dia, formamos a Frente Liberal e houve muita tensão por não sabermos os desdobramentos, mas também muita expectativa porque era o melhor a fazer. Foi um dos movimentos da história republicana que permitiram a volta do Brasil a um estado de direito."

Marco Maciel, senador (PFL-PE)

2005

Quatro bombas explodem na capital inglesa. O atentado, atribuído à organização terrorista Al Qaeda, atinge três estações de metrô e um ônibus urbano. Cerca de 700 pessoas ficam feridas e 52 morrem.

Dia 7, em Londres

Eu me lembro

"Naquela manhã, peguei o metrô na estação King’s Cross, uma das atingidas. Por sorte cheguei ao meu destino antes das explosões. Pensei que fosse piada quando me disseram no trabalho que a cidade estava sendo atacada. Só acreditei quando vi as notícias e a carnificina pela internet. Foi um dia muito triste. No fim de semana seguinte, as ruas estavam vazias e o clima, pesado. Sou carioca, moro em Londres há dez anos e sempre gostei da segurança inabalável daqui, mas isso mudou. Hoje moro perto do trabalho e ando até lá. É mais seguro."

Karim de Oliveira, 33 anos, treinador técnico multilingüe

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!