Livros envenenados

Livros envenenados

01/08/2008 00h00 Publicado em 01/08/2008, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

No romance O Nome da Rosa, escrito em 1980 pelo italiano Umberto Eco e transformado em filme em 1986, monges medievais morrem ao folhear livros apócrifos cujas páginas foram untadas com veneno. Na vida real, é possível que, na Idade Média, religiosos dinamarqueses tenham sido vítimas de mercúrio, um componente tóxico usado para formular uma tinta vermelha de cor brilhante e viva. É o que diz um estudo com monges enterrados em uma abadia da Dinamarca. Os pesquisadores alertam que, ainda hoje, folhear os livros da época pode ser fatal.