Três livros para você ler antes de visitar a 27ª Bienal de São Paulo

Três livros para você ler antes de visitar a 27ª Bienal de São Paulo

Marcos Moraes Publicado em 01/11/2006, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Como Viver Junto

Roland Barthes - Martins Fontes, 2003

Antes de visitar a próxima edição da Bienal, inicie seu mergulho pelo texto fundador do conceito central do projeto, escrito pelo pensador francês Barthes. Como Viver Junto é o títulode seminários realizados entre 1976e 1977 (e também da publicação), abordando a vida em comunidades – em que os membros vivem ao mesmo tempo com companhia e em liberdade.

A Invenção de Helio Oiticica

Celso Favaretto - Edusp, 2000

Tendo o artista Helio Oiticica como uma das fontes inspiradoras para a ruptura no uso das categorias artísticas, a leitura deste livro seminal aborda não apenas uma das figuras centrais da arte brasileira, mas também um dos artistas norteadores da mostra.

Arte Conceitual

Cristina Freire, Jorge Zahar, 2006

Para encaminhar considerações gerais sobre o projeto – e uma leitura preparatória para as discussões sobre o tema –, o livro de uma das co-curadoras da 27ª Bienal de São Paulo propõe um panorama das principais referências históricas e das idéias desenvolvidas e trabalhadas nesta linha de atuação e prática artística.

Marcos Moraes é crítico de arte, curador independente e coordenador do curso de Artes Plásticas da Faap (Fundação Armando Alvares Penteado)