Odisséia: História sem fim

Livro que vem despertando interesse há milênios, Odisséia é temade dois lançamentos recentes

Sergio Amaral Silva Publicado em 01/02/2006, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Odisséia é um dos maiores clássicos da literatura universal. Composto pelo grego Homero há 3 mil anos, o poema foi transmitido oralmente durante séculos até ganhar forma escrita, por volta de 700 a.C. Ele relata as aventuras do herói Odisseu, que, após lutar dez anos na Guerra de Tróia, empreende uma longa viagem de volta para casa, em Ítaca, onde sua mulher Penélope é assediada por mais de 100 pretendentes. A obra, que influencia a cultura ocidental há séculos, acaba de virar tema de mais dois lançamentos: A Odisséia de Penélope, de Margaret Atwood, e Odisséia, de Adrian Mitchell – este voltado ao público infanto-juvenil.

Muito já se discutiu sobre a Odisséia, inclusive sobre se a narrativa tem fundamento histórico ou é apenas um mito. Escavações feitas na Turquia no século 19 revelaram não uma, mas nove Tróias – uma delas teria sido palco da guerra. Debates sobre a veracidade à parte, um pouco da obra de Homero está presente em grandes clássicos da literatura: Ulisses, de James Joyce, por exemplo, considerado o fundador do romance contemporâneo, foi inspirado nele.

Em A Odisséia de Penélope, a canadense Margaret Atwood encarou o desafio de reinterpretar o mito. No livro, Penélope é mais do que a esposa fiel que desmancha à noite a mortalha que tecera durante o dia, para ganhar tempo antes de ter de voltar a se casar (ela escolheria seu pretendente quando a mortalha estivesse concluída). A mulher assume aqui o papel de narradora, para contar sua versão da antiga lenda.

No outro lançamento, Adrian Mitchell lança mão de uma linguagem simples para leitores que ainda não estão aptos a enfrentar as dificuldades do original. Usa também notas à margem do texto, que ilustram tópicos de história e mitologia, e quadros com dados sobre a Guerra de Tróia, os deuses e o roteiro de Odisseu, além das ilustrações, que fazem do volume uma leitura atrativa.