Outubro na história

Outubro na história

Maria Carolina Cristianni Publicado em 26/05/2009, às 06h44 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

VIAGEM DE APRENDIZADO
na Inglaterra - dia 2 || 1836
O britânico Charles Darwin (1809-1882) volta para a Inglaterra depois de uma jornada de cinco anos a bordo do HMS Beagle. A embarcação viajou por costas marítimas do hemisfério sul para fazer pesquisas e Darwin participou da expedição como geólogo e naturalista convidado. As observações que fez, especialmente nas ilhas Galápagos, foram decisivas para a redação do livro A Origem das Espécies, publicado em 1859.

FIM DO ARRAIAL
Em Canudos, no Brasil - dia 5 || 1897
Depois de três expedições fracassadas, tropas sob o comando do general Artur Oscar de Andrade Guimarães tomam o povoado de Canudos, matam os últimos defensores do arraial criado por Antônio Conselheiro e acabam com a guerra iniciada cerca de um ano antes. No dia seguinte, o Exército determina a destruição das 5 200 casas erguidas no local. Canudos era tido como uma ameaça à República, proclamada recentemente, já que seu líder se opunha separação entre Estado Igreja e desaprovava a criação do casamento civil.
Arquivo: "Canudos não se rendeu. Exemplo único em toda a história, resistiu até ao esgotamento completo. Expugnado palmo a palmo, na precisão integral do termo, caiu no dia 5, ao entardecer, quando caíram os seus últimos defensores, que todos morreram. Eram quatro apenas: um velho, dois homens feitos e uma criança, na frente dos quais rugiam raivosamente 5 mil soldados." Trecho do livro Os Sertões, de Euclides da Cunha, que viajou a Canudos como repórter do jornal O Estado de S.Paulo

CINEMA SONORO
Em Nova York - dia 6 || 1927
Estréia o primeiro filme totalmente falado da história cinematográfica. The Jazz Singer (“O Cantor de Jazz”), que tinha Al Jolson (1886-1950) no papel principal, conta a história de um cantor de sinagoga que faz muito sucesso no mundo do jazz. Antes desta película, outros filmes já haviam apresentado cenas com sons, mas nunca uma obra tinha usado esse recurso do começo ao fim.

INVASÃO AMERICANA
No Afeganistão - dia 7 || 2001
Em represália aos atentados de 11 de setembro ao World Trade Center e ao Pentágono, os Estados Unidos e o Reino Unido iniciam uma operação militar no Afeganistão. Aviões bombardeiam campos de treinamento da organização terrorista Al Qaeda e do Talibã, grupo extremista islâmico que dominava aquele país e que seria derrubado do poder em dezembro daquele ano.
Eu me lembro: "Estava em treinamento no Exército americano quando aconteceram os atentados e continuava por lá no dia do ataque ao Afeganistão. Fiquei ao mesmo tempo animado e com medo. Desde os atentados terroristas, nosso treinamento havia se modificado. Naquele momento, no lugar de simulação, nós estávamos indo para a luta. Fiquei no Afeganistão até agosto de 2003, ajudando no socorro aos soldados feridos. Graças a Deus, não tive que pegar em armas e ir aos campos de batalha, mas ver meus colegas voltarem entre a vida e a morte foi muito difícil." Perry O’Brien, universitário americano

O PRIMEIRO BONDE
No Rio de Janeiro, no Brasil - dia 8 || 1892
Começa a circular nas ruas cariocas o primeiro serviço de bonde elétrico da América do Sul. A linha, implantada pela Companhia Ferro-Carril do Jardim Botânico, que importou dos Estados Unidos o material necessário para a instalação, ligava o largo do Machado ao largo da Carioca. Para diminuir o medo que algumas pessoas tinham de viajar no novo meio de transporte, foram fixados os seguintes avisos nos assentos dos bancos: "A corrente elétrica nenhum perigo oferece aos senhores passageiros".

Arquivo: "Realizou-se antes de ontem, com a presença do senhor vice-presidente da República, (...) a experiência da tração elétrica aplicada nos bondes. (...) À 1 hora, pouco mais ou menos, saíram três bem trabalhados e cômodos bondes da frente do edifício do teatro Lyrico e cerca de 10 ou 12 minutos depois entraram nas oficinas da companhia, à rua Dois de Dezembro, fazendo nesse período de tempo o percurso que, pela tração animal, é feito em 25. (...) Inúmeras pessoas aglomeravam-se nas ruas, justamente curiosas de apreciar o novo sistema, que, de futuro, há de ser aplicado por força às estradas de ferro." Artigo do Diário de Notícias de 10 de outubro de 1892

FESTA DA CERVEJA
Em Munique, na Alemanha - dia 12 || 1810
É celebrada na Alemanha a primeira Oktoberfest. A festa tinha o formato de uma corrida de cavalos e foi realizada em homenagem ao casamento do príncipe de Baviera, que mais tarde se tornaria o rei Luís I (1786-1868), com a princesa Therese von Sachsen-Hildburghausen (1792-1854). O evento fez tanto sucesso que passou a ser anual. A tradição da corrida de cavalos acabou em 1960, mas a festa continua ainda hoje, com duração de cerca de duas semanas e término no primeiro domingo de outubro.

ATAQUE AOS TEMPLÁRIOS
Em Paris, na França - dia 13 || 1307
Jacques de Molay (?-1314), último grão-mestre dos cavaleiros templários, é preso junto com todos os outros integrantes da ordem na França. Onze dias depois, Molay, provavelmente sob tortura, confessou algumas acusações, como a de cometer blasfêmia. Depois, diante dos representantes do papa Clemente V (1264-1314), ele negaria a confissão. Entre 1309 e 1310, pediu um julgamento particular para si, mas o papa decidiu acabar com a ordem em março de 1312. Dois anos depois, os templários foram condenados à prisão perpétua. Molay foi queimado como herético.

SALTO FENOMENAL
Na Cidade do México, no México - dia 15 || 1975
Durante o Pan-Americano da Cidade do México, o brasileiro João Carlos de Oliveira atinge a marca de 17,89 metros no salto triplo e bate o recorde mundial. Ele ganha a medalha de ouro na competição e recebe o apelido de "João do Pulo". Seu recorde na prova só seria quebrado dez anos depois, em junho de 1985, pelo norte-americano Willie Banks, que saltou 17,97 metros.
Eu me lembro: "Eu treinava o João desde o início de 1974. A preparação para o salto triplo, que era sua prova principal, começou cerca de um ano antes da competição. Fomos ao Pan-Americano cheios de esperança de obter um ótimo resultado, mas nunca pensamos em quebra de recordes. Naquele dia, chegamos ao estádio de carona com um repórter. O João quebrou o recorde logo no segundo salto. A prova continuou, mas os outros competidores já sabiam que ninguém faria melhor. Ele se tornou o João do Pulo, um deus do atletismo, e podia ter ido longe se tivesse levado uma vida particular mais organizada." Pedro Henrique de Toledo, treinador de João do Pulo

VITÓRIA DEFINITIVA
Na atual Tunísia - dia 19 || 202 a.C.
Liderados por Cornélio Cipião, os romanos derrotam os cartagineses de Aníbal (247 a.C.-183 a.C.) na batalha de Zama, considerada o último e decisivo confronto da Segunda Guerra Púnica. Cerca de 20 mil cartagineses morrem. Entre os romanos, as perdas são da ordem de 1 500 homens. Com a vitória de Cipião, a cidade de Cartago teve que aceitar os termos de paz, que determinavam a perda do domínio da Espanha e o pagamento de uma indenização em dinheiro a Roma pelo período de 50 anos.

BARREIRA NA EUROPA
Na França - dia 22 || 741
Carlos Martel (688-741), rei dos francos, morre no palácio de Quierzy-sur-Oise. Comandante de Austrásia (parte oriental do reino) desde 715, ele reuniu o império para barrar a invasão muçulmana. E alcançou o objetivo, ao vencer a batalha de Poitiers em 732.

RUMO A RECIFE
Na Holanda - dia 25 || 1636
Convidado em agosto para ser o governador-geral do Brasil holandês, Maurício de Nassau (1604-1679) parte do porto de Texel rumo ao Recife. Ele chegaria ao país três meses depois, acompanhado de 3 mil soldados e 800 marinheiros, além de uma comitiva de 46 artistas e cientistas. Nassau permaneceu no poder até maio de 1644. Durante o período em que governou, consolidou a ocupação militar de Recife, reformou a cidade, concedeu liberdade de culto, tratou bem os índios e aumentou a produção de açúcar.

CORES CONFUSAS
Na Inglaterra - dia 31 || 1794
O inglês John Dalton (1766-1844) publica um estudo em que descreve a doença do daltonismo. O trabalho revelava as dificuldades do próprio cientista em distinguir cores.