Sem papas na língua

As tais papas impossibilitam o sujeito de falar

Bruno Vieira Feijó Publicado em 01/08/2007, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

A expressão é uma mistura de espanhol com português. Ela tem origem no termo estrangeiro “no tiene pepitas en la lengua” – em português, “não tem pevides na língua”. Pevides são pequenos tumores que revestem a língua de algumas aves, obstruindo-lhes o cacarejo. A doença dificulta a ingestão de água e de alimentos, podendo até matar.

No singular, pevide é ainda um distúrbio da fala – o paciente apresenta dificuldade e até mesmo incapacidade de pronunciar alguns fonemas.

Assim, quando fulano não tem as tais pepitas – que, no aumentativo em espanhol, viram as papas da expressão – na língua, significa que ele fala muito, à vontade e sem obstáculos.