Presos tinham vida dura em Roma

Presos tinham vida dura em Roma

01/08/2008 00h00 Publicado em 01/08/2008, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Arquivo Aventuras

A prisão de um grupo de ladrões de relíquias provocou uma descoberta importante em Roma. Perto do principal aeroporto da cidade, agentes encontraram um cemitério com 300 corpos de estivadores do século 1 – que deviam ter uma vida bem dura. Os corpos tinham inflamações nos tendões, hérnias, vértebras comprimidas e vários problemas na coluna. Um dos corpos tinha as mandíbulas grudadas e um buraco nos dentes, provavelmente usado para que a família introduzisse alimento através de algum tipo de canudo.