Resumo da ópera

Índice de livros italianos está relacionado à origem

Bruno Vieira Feijó Publicado em 01/09/2007, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

A expressão deriva da Itália. Lá, o termo opera significa “obra” – qualquer obra: arquitetônica, literária, musical. É por isso que o índice dos livros italianos e, posteriormente, o resumo dos espetáculos publicados em livretos são o sommario dell’opera (“resumo” ou “sumário da obra”).

A música e professora Lúcia Carpena, do Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, afirma que, “em suas origens, a ópera era chamada de dramma per musica, algo como teatro posto em música”. Foi somente a partir de 1639 que “ópera” virou sinônimo de teatro lírico e, ao longo do século 17, se expandiu (os espetáculos e a frase) para o resto da Europa, incluindo Portugal.

Foi lá que a expressão “resumo da ópera” ganhou, com o tempo, o sentido de resumo de qualquer coisa.