São Brás

O médico tornou-se bispo e salvou enfermos antes de seu martírio

01/03/2007 00h00 Publicado em 01/03/2007, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

Fevereiro 3

Nascimento: No século 4, em local desconhecido

Morte: Em 316, em Sebaste, Capadócia (atual Armênia)

Filho de uma família rica, Brás estudou durante a juventude para um dia tornar-se médico. Quando realizou o sonho, ele descobriu que também gostava de cuidar da alma dos pacientes e passou a orientá-los. Sua dedicação foi reconhecida pela população de Sebaste. Quando o bispo da cidade morreu, Brás foi escolhido como substituto por aclamação popular, como acontecia na época.

O Império Romano não gostou de saber que Brás tinha sucesso ao difundir o Evangelho e decidiu prendê-lo. O bispo teve uma visão e foi avisado por Deus a tempo de se refugiar em uma gruta no monte Ageu. Mas os doentes descobriram seu paradeiro e começaram a peregrinar até o local. Não tardou para os soldados do governador romano Agricolaus o acharem.

Brás ainda conseguiu realizar milagres e curas ao longo do percurso para a prisão. Um deles foi salvar a vida de um menino que agonizava com uma espinha de peixe atravessada na garganta. Brás colocou as mãos sobre a criança e rezou. O garoto foi salvo, mas o bispo não. Depois de sofrer vários flagelos e resistir, ele foi decapitado.

O culto ao bispo, padroeiro dos males da garganta, chegou ao Brasil com os navegadores portugueses. Construída em 1587, a Igreja de São Brás da Plataforma é a segunda mais antiga de Salvador, na Bahia, e serviu de hospedaria para as tropas do príncipe holandês Maurício de Nassau. Nas missas em homenagem ao santo, os sacerdotes dão bênçãos às crianças.

 

O protetor da garganta

1. As vestes indicam que ele ocupava o cargo de bispo da Igreja.

2. O santo carregava duas velas cruzadas, hoje utilizadas para a chamada “Bênção de São Brás”, que protege os fiéis contra males da garganta.

3. À sua frente, uma mulher de joelhos oferece o filho para que a garganta dele seja abençoada.

A oração

Ó glorioso São Brás, que restituístes com uma breve oração a perfeita saúde de um menino que, por uma espinha de peixe atravessada na garganta, esteve prestes a expiar, obtendo para nós todos a graça de experimentarmos a eficácia do vosso patrocínio em todos os males da garganta. Conservai a nossa garganta sã e perfeita para que possamos falar corretamente e assim proclamar e cantar os louvores a Deus. Amém.

Devoção

São Brás também é conhecido como o padroeiro dos radialistas, odontólogos e tocadores de instrumentos de sopro. Na França e na Bélgica, o médico e bispo é invocado para combater problemas nos olhos. Na Rússia, é considerado o protetor do animais.