Os sete pecados capitais: quais personagens históricos já cometeram o pecado da luxúria?

Tiago Cordeiro Publicado em 04/04/2012, às 14h12 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Pecados
Pecados - Arquivo Aventuras
Digite "sex" no Google. São mais de 800 milhões de resultados. Poucos temas atraem tanta atenção. Não há pecado mais sedutor que a luxúria, o desejo extremo pelos prazeres do sexo. Na história do pensamento ocidental, o grego Hipócrates já alertava que a prática podia consumir perigosamente a energia das pessoas. "Consideradas as consequências para os outros, esse é o menos grave pecado da lista", diz Philip Gorski, professor de religião da Universidade de Yale. "Mas foi o mais perseguido pela Igreja por estimular instintos que achava ela essencial combater." O conceito ganhou nova perspectiva no século 13, com são Tomás de Aquino. Para ele, a luxuriae, do latim, também diz respeito às pessoas que se deixam dominar por paixões - por poder, dinheiro ou comida. Examinados os caminhos de todos os Sete Pecados Capitais, parece claro que um erro sempre leva a outro.

Aventuras na História

Os sete pecados capitais: quais personagens históricos já cometeram o pecado da luxúria?

Digite "sex" no Google. São mais de 800 milhões de resultados. Poucos temas atraem tanta atenção. Não há pecado mais sedutor que a luxúria, o desejo extremo pelos prazeres do sexo. Na história do pensamento ocidental, o grego Hipócrates já alertava que a prática podia consumir perigosamente a energia das pessoas. "Consideradas as consequências para os outros, esse é o menos grave pecado da lista", diz Philip Gorski, professor de religião da Universidade de Yale. "Mas foi o mais perseguido pela Igreja por estimular instintos que achava ela essencial combater." O conceito ganhou nova perspectiva no século 13, com são Tomás de Aquino. Para ele, a luxuriae, do latim, também diz respeito às pessoas que se deixam dominar por paixões - por poder, dinheiro ou comida. Examinados os caminhos de todos os Sete Pecados Capitais, parece claro que um erro sempre leva a outro.

Tiago Cordeiro | 04/04/2012 14h12