Solidariedade e Nobel da Paz

Lech Walesa espião?

01/08/2008 00h00 Publicado em 01/08/2008, às 00h00 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h36

Aventuras na História
Aventuras na História - Arquivo Aventuras

De vez em quando, surgem informações de que o político polonês Lech Walesa, fundador do movimento Solidariedade e prêmio Nobel da Paz em 1983, teria colaborado com a polícia secreta comunista. Um livro, que acaba de ser lançado na Polônia, traz novos indícios de que, entre 1970 e 1976, Walesa foi um espião agindo com o codinome “Bolek”. Os autores, os historiadores Piotr Gontarczyk e Slavomir Cenckiewicz, dizem que as informações prestadas por Walesa teriam levado à perseguição de 20 pessoas.