Curiosidades » Personagem

10 fatos curiosos sobre Winston Churchill

O excêntrico primeiro-ministro do Reino Unido foi um dos principais nomes dos Aliados durante a Segunda Guerra Mundial

André Nogueira Publicado em 05/12/2019, às 06h00

Churchill durante a Segunda Guerra Mundial
Churchill durante a Segunda Guerra Mundial - Getty Images

1. Mãe estadunidense

Era bastante comum na época dos pais de Churchill que aristocratas britânicos se casassem com pessoas ricas dos EUA. Foi o caso de Randolph Churchill e Jennie Jerome, que era do Brooklyn. A relação resultou nos nascimentos de Winston e Jack. Entretanto, esse casamento não foi de grande sucesso, e o casal se divorciou. 

2. Quase não entrou na Escola Militar

Exceto em redação (composição, na época) e história, Churchill era um péssimo aluno. Como sua carreira de estudante não tinha futuro, decidiu entrar na Royal Military College, mas falhou duas vezes no teste de admissão. Porém, com ajuda de um tutor militar, sua terceira vez foi um sucesso parcial: entrou apenas para atuar na cavalaria.

O famoso V da Vitória / Crédito: Getty Images

 

3. A famosa fuga

Depois de se formar em Sandhurst, o futuro premier viajou para Cuba, deixando o Exército. Lá, trabalhou como repórter em um conflito. Depois, foi correspondente e oficial na África do Sul, onde foi sequestrado por bôeres que lutavam contra os ingleses. No campo de prisioneiros, facilmente conseguiu escapar, escalando um muro. Churchill não tinha exatamente um plano, mas por sorte encontrou a casa do trabalhador de uma mina de administração britânica, onde se escondeu por três dias. Em seguida, acabou ganhando fama pela fuga.

4. O ataque mal sucedido na Primeira Guerra

Em 1900, ele foi eleito para o Parlamento e, em 1911, tornou-se o equivalente a um Ministro da Marinha, cargo em que organizou um ataque contra o Império Otomano durante a Grande Guerra. Enviou diversos navios de guerra ao estreito de Dardanelos, onde pensou que poderia pressionar o bloco alemão e se aproximar da Rússia. Entretanto, antes de se posicionarem em direção a Istambul, o contra-ataque turco afundou três embarcações britânicas, danificou mais três e obrigou os outros a baterem em retirada. Churchill perdeu o cargo pelo erro, mas não a reputação.

5. Ódio por Gandhi

O primeiro-ministro do Reino Unido, conservador, era veementemente contrário à independência da Índia. Entre seus inimigos, um dos mais odiados era Gandhi, a quem dedicava insultos e tentava rebaixar. Ele chegou a sugerir que deixaria o líder religioso morrer em sua greve de fome. 

Um de seus hobbies era pintar / Crédito: Getty Images

 

6. Seus discursos mais famosos ocorreram em um breve espaço de tempo

Em 1940, Churchill assumiu o cargo de primeiro-ministro no cenário de ocupação geral da Europa por Hitler. O britânico era um grande orador, e não mediu esforços quando apelava em seus discursos, com o objetivo unir a nação e aumentar seu moral para uma futura vitória.

Temendo uma retaliação alemã (que realmente ocorreu), ele fez  grandes discursos que entraram para a História em apenas quatro meses de Guerra."Defenderemos nossa ilha, custe o que custar. Lutaremos nas praias, lutaremos no patamar, lutaremos nos campos e nas ruas, lutaremos nas colinas. Jamais nos renderemos”.

7. Saiu do cargo antes do fim da Guerra

Em julho de 1945, a guerra estava quase acabando, só faltava o rendimento do Japão. Na Inglaterra, foram realizadas eleições gerais neste mês e, para a surpresa de muitos, o Partido Conservador sofreu várias derrotas.

Considerada antipopular, sua agremiação perdeu lugar para o Partido Trabalhista, que assumiu o cargo de primeiro-ministro. A resposta do conservador, ao saber da notícia, foi: "Eles têm o direito perfeito de nos expulsar. Isso é democracia. É por isso que estamos lutando.”

8. Popularizou o termo Cortina de Ferro

Depois da Guerra, Churchill foi um dos principais nomes que desconfiavam dos objetivos da URSS na Europa, mesmo se aliando a Stalin para a derrubada do Reich nazista. Em 1946, durante um discurso, ele denunciou o nascimento de uma “cortina de ferro” que descia “por todo o continente de Moscou”. Depois disso, as autoridades ocidentais passaram a chamar os satélites soviéticos como Cortina de Ferro.

Crédito: Wikimedia Commons

 

9. Autor premiado

Churchill é autor de 20 livros, incluindo relatos pessoais, biografias, análises das Guerras e até mesmo um romance. Em 1953, durante seu segundo mandato como primeiro-ministro, recebeu o Prêmio Nobel de Literatura.

10. Mestre dos acidentes

Churchill sofreu diversos acidentes durante a vida, e nenhum deles o matou. Assim, viveu até os 90 anos. Quando rapaz, ele sofreu uma concussão e rompeu um rim por se jogar de uma ponte por pura brincadeira.

Em outros momentos, caiu várias vezes durante passeios a cavalo e chegou a se afogar num lago na Suíça. Além disso, chegou a sofrer um acidente com o avião que usava para aprender a pilotar e foi atropelado enquanto atravessava uma rua em Nova York.


+ Saiba mais sobre Winston Churchill através das obras abaixo

Box memórias da Segunda Guerra Mundial, Winston Churchill (2019)

link - https://amzn.to/2Qjb4tV

Churchill: Uma vida vol. I, Martin Gilbert (2016)

link - https://amzn.to/2QnjQXN

Winston Churchill: uma vida: Volume II, Martin Gilbert (e-book)

link - https://amzn.to/356eODl

O Caráter e a Grandeza de Winston Churchill, Smanfh Sthefen (2010)

link - https://amzn.to/2Ql4Mds

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.