Curiosidades » Brasil

5 obras censuradas durante a ditadura militar brasileira

Durante a vigência do AI-5, cerca de 500 filmes, 450 peças e 200 livros foram proibidos em todo o país

Victória Gearini Publicado em 07/11/2019, às 10h29

Ilustração de um livro pegando fogo
Ilustração de um livro pegando fogo - Pixabay

1. Eu sou uma Lésbica, de Cassandra Rios (2019)

[Colocar ALT]
Crédito:  Lebooks

Cassandra Rios foi uma escritora apaixonada por temas eróticos e suas obras fizeram muito sucesso durante a década de 70. Embora a autora tenha sido duramente perseguida pela censura do regime militar brasileiro, isso não a impediu de publicar 36 livros e vender mais de um milhão de exemplares.

Nesta obra, Cassandra conta a infância de uma jovem lésbica, durante os "anos de chumbo".

 

 

 

 

 

 

 

 

[Colocar ALT]
Crédito: Editora Aleph

2. Laranja mecânica, de Anthony Burgess (2015)

Escrita por Anthony Burgess, a obra recebeu uma adaptação para os cinemas nos anos 70. Dirigido pelo cineasta Stanley Kubrick, o filme foi censurado pelo governo militar.

A trama conta a história de Alex, um adolescente que se vê em uma sociedade futurista em que a violência atinge grandes proporções e recebe repressão de um governo totalitário.

 

 

 

 

 

 

3. Roque Santeiro, de Dias Gomes (2010)

[Colocar ALT]
Crédito: Editora Globo

A novela Roque Santeiro, da Rede Globo foi censurada em 1975. Por meio de grampos telefônicos, os militares descobriram que a trama se baseava em uma peça de teatro que já havia sido proibida.

Apenas em 1985 a novela foi lançada, com somente o ator Lima Duarte representando o elenco original.

 

 

 

 

 

 

 

[Colocar ALT]
Crédito: Nova Fronteira

4. O casamento, de Nelson Rodrigues (2016)

Publicado em 1966 o romance foi proibido pelo ministro da Justiça do governo de Castello Branco. A obra foi considerada subversiva, indecorosa e uma afronta as famílias brasileiras. 

A narrativa aborda a história do casamento de Glorinha e Teófilo, em que o médico da família conta ao pai da noiva que viu seu futuro genro beijando outro homem.

 

 

 

 

 

 

 

5. Feliz Ano Novo, de José Rubem Fonseca (2011)

[Colocar ALT]
Crédito: Nova Fronteira

Publicado em 1975, o livro foi censurado um ano após seu lançamento e foi recolhido pelo Departamento de Polícia Federal sob a alegação de ser uma ameaça à moral e aos bons costumes da família brasileira.

A obra é composta por contos que envolvem temas polêmicos, como sexo, violência e conflito entre classes sociais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Acesse os links abaixo para comprar os produtos:

1. Eu sou uma Lésbica, de Cassandra Rios (2019) - https://amzn.to/2JXQQBQ 

2. Laranja mecânica, de Anthony Burgess (2015) - https://amzn.to/2WQL3n1

3. Roque Santeiro, de Dias Gomes (2010) - https://amzn.to/2NSRmm6

4. O casamento, de Nelson Rodrigues (2016) - https://amzn.to/2rkP3R1

5. Feliz Ano Novo, de José Rubem Fonseca (2011) - https://amzn.to/2qrODYI

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página. ​