Curiosidades » Nazismo

Há 95 anos, Adolf Hitler era libertado da prisão de Landsberg

Em uma tentativa frustrada de promover um golpe de estado na Alemanha, o futuro ditador acabou sendo preso

Caio Tortamano Publicado em 19/12/2019, às 10h33

Hitler após ser liberto da prisão de Landsberg, em 1924
Hitler após ser liberto da prisão de Landsberg, em 1924 - Getty Images

Após ter fundado o Partido Nazista, Adolf Hitler se aproximou do general Erich Ludendorff, que também havia participado da Primeira Guerra Mundial. Juntos, tentaram tomar o poder da Baviera (estado alemão) através de um golpe conhecido como o Putsch da Cervejaria (ou Munique), desafiando o governo central da Alemanha em Berlim.

Durante uma reunião pública, em uma grande cervejaria em Munique, Hitler interrompeu o discurso do comissário do estado, Gustav Ritter von Kahr, anunciando que uma revolução havia começado. Assim declarou a formação de um novo governo ao lado de Ludendorff.

Hitler, ameaçando os comissários conseguiu, em um primeiro momento, a cooperação dos trabalhadores. As tropas de Hitler chegaram a ocupar os quartéis da polícia, mas as forças da Baviera decidiram não ajudar o futuro Führer. A tentativa de golpe foi reprimida pela polícia que abriu fogo contra os participantes do episódio.

Em 11 de novembro de 1923, ele acabou sendo preso e acusado de alta traição. Em seguida, foi levado a corte popular de Munique. O julgamento só seria realizado no ano seguinte. Hitler aproveitou a exposição gerada pelo fato e decidiu discursar em defesa própria, atraindo pessoas para a sua causa.

Ele foi sentenciado a cinco anos de prisão em Landsberg, onde era permitido constantes visitas, cartas de apoiadores e encomendas. Enquanto preso, ele ditou seu famoso livro Mein Kampf (Minha Luta) para o seu ajudante, Rudolf Hess.

A obra detalha os terríveis planos de Hitler para unificar a raça alemã em ariana, deixando explícitas suas ideias a respeito de genocídio. Apesar de, inicialmente, ter sido condenado a cinco anos de prisão, Hitler ficou preso de abril até dezembro de 1924. Ele foi perdoado pela Suprema Corte da Baviera, mesmo com a objeção de Gustav Ritter von Kahr.

Quando saiu da prisão, o Partido Nazista havia sido banido da Baviera e Hitler não poderia realizar discursos públicos. Com acordos diplomáticos, o futuro tirano foi capaz de retomar as atividades do partido.

Em 1929, quando a bolsa de valores dos Estados Unidos quebrou, o impacto econômico atingiu fortemente a Alemanha, e o Partido Nazista liderado por Hitler tomou essa situação como palanque, levando a humanidade para um dos mais terríveis genocídios da história.


Saiba mais sobre Adolf Hitler através das obras abaixo:

Hitler - Caixa, Joachim Fest (2017)

link: https://amzn.to/2Q6SpBt

A mente de Adolf Hitler: O relatório secreto que investigou a psique do líder da Alemanha nazista, Walter C. Langer (2018)

link: https://amzn.to/2qCL8i5

Os fornos de Hitler: A história de uma sobrevivente de Auschwitz, Olga Lengyel (2018)

link: https://amzn.to/2XdpXj3

Ascensão e queda do Terceiro Reich, William L. Shirer (2017)

link: https://amzn.to/2NAaLcs

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.