Curiosidades » Hollywood

5 coisas que você provavelmente não sabia sobre o clássico A Lagoa Azul

Indicado ao Oscar de melhor fotografia, o longa de 1980 tornou-se um sucesso mundial e conquistou diversas gerações com seu romance juvenil

Pamela Malva Publicado em 30/05/2020, às 08h00

Poster do longa A Lagoa Azul, de 1980
Poster do longa A Lagoa Azul, de 1980 - Wikimedia Commons

1. Ilha deserta

Com um orçamento de US$ 4,5 milhões, o diretor de Lagoa Azul, Randal Kleiser, buscava capturar a autenticidade do livro no qual o longa foi baseado. Ele, então, procurou por uma locação verdadeiramente deserta.

Assim, a produção se instalou em uma ilha de Fiji que não tinha estradas, água ou eletricidade. “Eu queria chegar o mais perto possível da natureza e fazer com que nossa equipe vivesse quase como os personagens”, explicou Randal em entrevista.


2. Versões anteriores

Os personagens de Lagoa Azul ainda jovens / Crétido: Divulgação

 

Lançado em 1980, o romance, foi baseado na trilogia de Henry De Vere Stacpoole. Protagonizado por Brooke Shields e Christopher Atkins, contudo, o longa não foi o primeiro a interpretar as palavras de Henry.

A primeira adaptação da obra foi um filme mudo dirigido por W. Bowde, em 1923. Anos mais tarde, em 1949, a produção do britânico Frank Launder foi lançada nos cinemas. Ainda que bastante popular — sétimo longa de maior bilheteria do Reino Unido no ano de lançamento — a versão britânica foi ofuscada pelo sucesso de Randal Kleiser.


3. Romance arranjado

Os protagonistas do longa de 1980 / Crédito: Divulgação

 

Pensando na autenticidade que desejava passar com o filme, Randal achou que uma boa química entre seus protagonistas era vital para o sucesso do longa. Assim, o diretor criou um plano que levou ao breve romance entre os jovens artistas.

Decidido, o cineasta colocou uma foto de Brooke sobre a cama de Christopher. Obrigado a olhar para o rosto de sua parceira todas as noites, o ator logo desenvolveu sentimentos por ela e, dessa forma, os jovens tiveram uma relação verdadeira.


4. Cabelos ao vento

Brooke Shields com os cabelos colados ao corpo / Crédito: Divulgação

 

Por trás das câmeras, a autêntica Brooke Shields tinha apenas 14 anos quando protagonizou o filme. Durante as gravações de Lagoa Azul, contudo, ela teve de fazer diversas cenas sensuais e interpretou sua personagem com poucas peças de roupa.

Frente à idade da atriz, portanto, a equipe de figurino teve de descobrir uma forma de evitar que a nudez da garota fosse capturada pelas câmeras. Assim, decidiram colar os longos cabelos de Brooke em seu corpo, a fim de esconder seus seios.


5. Livro de biologia

A iguana-de-crista-de-fiji, espécie descoberta graças ao longa / Crédito: Wikimedia Commons

 

Uma vez lançado, Lagoa Azul foi um sucesso nos cinemas e arrecadou mais de US$ 58 milhões. Em uma das sessões do longa, o herpetologista John Gibbons levou um susto ao notar uma iguana incomum capturada pelas cenas do romance.

Pesquisas sobre o réptil foram feitas e descobriu-se que aquele animal não havia sido catalogado ainda. Com isso, John viajou até a ilha de Lagoa Azul, em Fiji, e descobriu uma espécie de iguana totalmente nova — revelada graças ao filme de Randal Kleiser.


+Saiba mais sobre Lagoa Azul através das obras abaixo, disponíveis na Amazon:

The Blue Lagoon (Edição English), de Henry de Vere Stacpoole (2017) - https://amzn.to/2Srabjr

The Blue Lagoon (Edição English), de Henry de Vere Stacpoole (2013) - https://amzn.to/2HqxHqy

A Lagoa Azul: O Segredo do Oceano (eBook Kindle) - https://amzn.to/2wjJtRt

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W