Curiosidades » França

5 fatos para provar que a sua residência é muito mais confortável que o Palácio de Versalhes

Apesar do luxo, algumas características do lugar te fariam repensar o modo como você o enxerga

Caio Tortamano Publicado em 11/04/2020, às 08h00

Cena do filme Maria Antonieta
Cena do filme Maria Antonieta - Divulgação

Apesar do luxo aparente que a realeza francesa vivia, nem mesmo o perfume caro e as toneladas de comida conseguiam esconder a imundice e desconforto que era o Palácio de Versalhes.

Tendo isso em visto, aqui estão cinco fatos que provam que a sua casa, atualmente, é provavelmente muito mais confortável que a residência real era em seus tempos áureos.

1. Ausência de banheiros

Além do aposento do rei, não existiam banheiros para os súditos — nem pra alta realeza. Por isso, grande parte dos nobres não tomava banho com água corrente, nem mesmo com água parada em banheiras.

O método comum para se higienizar — o que também incluía o Rei Luís XIV —, por exemplo, era com toalhas embebidas em álcool passadas, principalmente, nas axilas e genitais.


2. Cheiro insuportável

A ausência de banheiros trazia um problema muito claro ao convívio social do Palácio de Versalhes. Os visitantes e moradores não tinham um lugar específico para fazer suas necessidades fisiológicas. No dia a dia, os servos andavam para lá e para cá do palácio segurando pinicos para os nobres que estivessem apertados pudessem aliviar.

Apesar de ter fossas no complexo de Versalhes, era improvável que os criados fossem até o local despejar os excrementos dos nobres, então eles simplesmente jogavam pelas janelas.

Isso quando, nos bailes de gala — em que a entrada de servos no palácio era proibida — os moradores e convidados simplesmente faziam o que tinham que fazer atrás das finas cortinas dos salões, empesteando o local com um cheiro de latrina.


3. Falta de segurança

Os belíssimos jardins de Versalhes — conservados até hoje e abertos para visitação — eram abertos para que qualquer pessoa pudesse visitá-lo, qualquer pessoa mesmo, desde nobres até moradores de rua. Todos estes, inclusive, usavam a vasta área verde como banheiro, sem o menor pudor.

Palácio com o imenso jardim ao fundo, em ilustração de 1700 / Crédito: Wikimedia Commons

 

A falta de critério para circular nas imediações do Palácio causavam constantes perdas de objetos valiosos, como itens de prata e ouro, dos aposentos dos nobres — algumas vezes até mesmo dos próprios reis. Essa liberdade de circulação tornava praticamente impossível localizar um possível ladrão.


4. Sua casa dificilmente sofreria um cerco de uma multidão raivosa

Isso, claro, se você não for um governante absolutista em tempos de clara distinção social e pobreza exacerbada, como Luís XVI e Maria Antonieta. Em 5 de outubro de 1789, uma multidão de franceses injuriados com a desigualdade social marchou ao Palácio de Versalhes para impor suas reformas políticas liberais aos monarcas em um momento conhecido como Marcha sobre Versalhes.

Ilustração marcando a presença das mulheres na Marcha / Crédito: Wikimedia Commons

 

Depois de muito conflito, envolvendo a morte de um jovem rapaz, a família real voltou à Paris com os manifestantes, marcando o fim da autoridade real no primeiro ano de Revolução Francesa.


5- Você come em paz na sua casa

Por mais que as refeições fossem diversas e completamente fartas — chegando facilmente a consumirem 60 gansos em um dia — os rituais que envolviam comer ao lado de um rei eram completamente irritantes.

Principalmente na corte de Luís XIV, as refeições eram verdadeiras encenações ritualísticas, e ninguém poderia comer antes do próprio monarca. Então, se você estivesse morrendo de fome, teria que se contentar com a figura real sendo louvada antes de você poder devorar os deliciosos e meticulosos pratos preparados pelos melhores chefes do país.


++Saiba mais sobre o tema através das obras disponíveis na Amazon:

Maria Antonieta - última rainha da França, de Evelyne Lever (2004) - https://amzn.to/2OZB25b

LUIS XIV: A Biografia (2019) - https://amzn.to/2VK1NOb

Revolução Francesa, de Michel Vovelle (2012) - https://amzn.to/2O2sCZD

A Revolução Francesa explicada à minha neta, de Michel Vovelle (2007) - https://amzn.to/37pugwn

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du