Curiosidades » Idade Média

5 incríveis cavaleiros medievais dos quais você nunca ouviu falar

As histórias de cavalaria vão muito além de Rei Arthur. Conheça algumas delas!

Letícia Yazbek Publicado em 10/07/2019, às 09h00

None
Getty Images

Do lendário Rei Arthur e seus Cavaleiros da Távola Redonda ao Príncipe Negro de Gales, Eduardo, a história da cavalaria é cheia de personagens famosos por seus feitos incríveis.

Mas o Código da Cavalaria foi um modo de vida real para milhares de pessoas ao longo da Idade Média. Muitas delas também viveram vidas heroicas, mas acabaram esquecidas.

Confira grandes cavaleiros dos quais você provavelmente nunca ouviu falar:

1. Gilbert De Clare (1243-1295)

Crédito: Reprodução

 

Típico cavaleiro inglês, De Clare era descendente dos reis Guilherme I da Inglaterra e Roberto I da Escócia. Ficou conhecido como The Red Earl, provavelmente por causa de seu cabelo vermelho.

Durante a Segunda Guerra dos Barões, em abril de 1264, liderou o massacre dos judeus em Canterbury. No mesmo ano, recebeu o título de conde e ainda participou da Batalha de Lewes, em 14 de maio. Foi excomungado, mudou de lado durante a Batalha de Evesham e ainda participou da invasão do País de Gales, em 1282.

2. Thomas de Lancaster (1278-1322)

Crédito: Reprodução

 

Conde de Lancaster e Leicester, o nobre inglês foi uma das principais figuras por trás das Ordenanças de 1311, que impuseram fortes restrições à autoridade do rei Eduardo II da Inglaterra, seu primo. Após a batalha de Bannockburn, em 1314, Eduardo se submeteu a Lancaster, que se tornou o real governante da Inglaterra.

Em 1321, se rebelou contra o poder da família Despenser. Derrotado na Batalha de Boroughbridge, foi julgado e decapitado em seu próprio castelo.

3. Henry de Grosmont (1304-1361)

Crédito: Reprodução

 

Sobrinho de Thomas de Lancaster, era tão corajoso e teimoso quanto o tio. Em 1341, celebrou o Natal participando de um combate sem armadura. A batalha resultou em duas mortes e um ferimento grave, mas Henry saiu ileso.

Mais tarde, se tornou tenente e obteve importantes vitórias contra os franceses, em Bergerac e Auberoche. Além de ótimo soldado, foi um proeminente político e diplomata – graças às suas ações, a Inglaterra entrou em um período de paz com a França. Em 1351, por seus serviços à coroa, se tornou o primeiro duque de Lancaster.

5. Andrew Harclay (1270-1323)

Crédito: Reprodução

 

Primeiro conde de Carlisle, passou grande parte da vida lutando contra os escoceses na fronteira com a Inglaterra. Em 1315, derrotou Roberto I da Escócia em um cerco ao Castelo de Carlisle. Pouco depois, foi levado em cativeiro pelos escoceses e só foi libertado após o resgate.

Sua maior conquista aconteceu em 1322, quando confrontou Thomas de Lancaster, de quem havia sido aliado. Permanecendo leal ao rei, Harclay derrotou Thomas na Batalha de Boroughbridge e o levou à execução.

6. Guilherme de Warenne II (1071 – 1138)

Crédito: Reprodução

 

Segundo conde de Surrey, foi filho de um dos barões mais confiáveis de Guilherme I, o conquistador. A princípio, Guilherme II não estava disposto a servir ao rei, Henrique I. Mas quando Robert Curthose, duque da Normandia, invadiu a Inglaterra, em 1101, Guilherme foi um dos comandantes contra a invasão.

Em 1110, era um dos confidentes mais próximos de Henrique I, acompanhando a corte constantemente. Em 1119, durante os conflitos contra a França, Guilherme jurou lealdade: “Não há ninguém que possa me persuadir à traição”, disse.