Curiosidades » Monarquia

De mortes as polêmicas de Harry: 5 momentos que renderiam mais temporadas para The Crown

A série que retrata a família real britânica está frequentemente sendo alvo de críticas dos membros da monarquia

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 07/03/2021, às 08h00

Imagens da nova temporada de The Crown
Imagens da nova temporada de The Crown - Divulgação/Netflix

A série The Crown vem causando muita polêmica principalmente entre membros da família real britânica, seus maiores protagonistas. O príncipe Charles, por exemplo, já criticou a série publicamente, afirmando que “eles estão explorando os meus pais para ganhar dinheiro”.

No entanto, isso não impediu o sucesso do seriado, que parece crescer ainda mais com o lançamento de novas temporadas. Na quarta, a última lançada, novos personagens foram incorporados à história, como Diana e Margaret Thatcher. Ainda assim, a família real muitos outros momentos que ainda renderiam mais episódios para The Crown.

A Aventuras na História separou 5 deles. Confira!

1. A conspiração sobre a morte de Diana

Diana e Dodi em um dos iates do empresário / Crédito: Divulgação

 

Sabemos que a atriz Elizabeth Debicki foi escalada para interpretar Lady Di na última temporada da série. A artista viverá o capítulo mais trágico da família de Elizabeth II, até agora: a morte de Diana após um acidente de carro ocorrido em 1997. Uma das histórias que envolve o acidente é a acusação feita pelo pai do egípcio Dodi Al-Fayed, Mohamed Al-Fayed.

O pai do então amante de Diana afirma que o que aconteceu no dia 31 de agosto de 1997 não foi um simples acidente, mas sim um complô feito pelo secreto britânico, o MI6, e o pai de Charles, o príncipe Philip. No entanto, o empresário não conseguiu provar até hoje sua teoria, da qual desistiu. 

2. A morte da mãe e irmã de Elizabeth em menos de um mês

Elizabeth II viveu um momento muito difícil no começo de 2002. Naquele ano, em 9 de fevereiro, a princesa Margaret, irmã de Elizabeth II, teve um ataque cardíaco e faleceu aos 71 anos de idade. Ela estava debilitada depois de um derrame e uma pneumonia. A rainha afirmou na época que estava “profundamente triste com a perda de sua querida irmã”.

Mas a mãe de Elizabeth, Elizabeth Angela, também não estava bem. Menos de um mês depois, em 30 de março de 2002, a Rainha-Mãe faleceu enquanto dormia, já aos 101 anos de idade. Embora ela já estivesse doente, não imaginava-se que as duas pessoas próximas de Elizabeth morreriam em um período tão próximo.


3. As polêmicas de Harry

Manchete do jornal britânico The Sun sobre o escândalo de Harry / Créditos: Getty Images

 

O príncipe Harry já foi responsável por inúmeros episódios polêmicos, que causaram transtornos para a rainha. Em 2005, por exemplo, ele apareceu vestido com uma fantasia que contava com uma suástica nazista na braçadeira. A fotografia se espalhou pelo mundo e ele ficou conhecido como “Harry, o nazista”.

Mas não parou por aí. Em 2012, ele foi fotografado em Las Vegas em uma piscina com inúmeras garotas. Ele estava de férias nos Estados Unidos e levou o apelido de “desobediente Harry”. Um suposto nude, em que ele está com uma mulher aparentemente sem roupas, também causou polêmica na época.


4. O nascimento do filho de William e sua esposa Kate Middleton 

Em 2018, nasceu o terceiro filho de William e Kate Middleton. Atualmente, as crianças são George, 7 anos, Charlotte, 5, e Louis, o último, de apenas 2. Ele, inclusive, ultrapassou o príncipe Harry na linha sucessória ao trono britânico, ficando em quinto lugar e colocando o tio em sexto.

Atualmente, a linha sucessória se encontra da seguinte maneira: príncipe Charles, príncipe William, príncipe George (o filho de William), a princesa Charlotte (também filha de William), e, finalmente, Louis, seguido do príncipe Harry, que está em sexto lugar.


5. A entrada de Meghan Markle na família real

Fotografia postada pelo casal após anunciar gravidez de Meghan / Crédito: Divulgação/ Instagram 

 

Em maio de 2018, o Castelo de Windsor celebrou o casamento do príncipe Harry e a ex-atriz estadunidense Meghan Markle. O episódio foi um momento marcante na história do Reino Unido, contando com a entrada da americana na família real britânica. 

Mas as consequências dessa união ainda estão sendo observadas. Em fevereiro deste ano, Harry e Meghandeixaram cargos da coroa para trás oficialmente, com o intuito de serem “financeiramente independentes”. A situação é inédita, afinal, eles não serão mais membros da família real e também devolverão seus títulos benefícios.


+Saiba mais sobre a família real britânica por meio de obras disponíveis na Amazon:

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

O Amor Da Princesa Diana, de Anna Pasternack (2018) - https://amzn.to/2xOZ8c9

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/2yFZMcv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7