Curiosidades » Personagem

5 sobreviventes do Titanic com histórias quase inacreditáveis

Vítimas de uma tragédia que chocou gerações, os personagens conseguiram se salvar, mas tiveram de continuar lutando depois

Pamela Malva Publicado em 27/01/2021, às 19h00 - Atualizado às 19h43

Fotografia do icônico Titanic
Fotografia do icônico Titanic - Divulgação

No dia 14 de abril de 1912, às 23h40, o casco do RMS Titanic se chocou contra um enorme iceberg. Ainda que o naufrágio que se seguiu tenha sido questionado por teóricos da conspiração, muitas histórias ficaram congeladas no Oceano Atlântico.

Desenhistas, professores, maquinistas, pilotos, camareiras e empresários viram-se em um mesmo navio, que afundava mais a cada minuto. De repente, era tudo questão de vida ou morte e os botes pareciam pequenos demais para tantos sonhos afogados.

Centenas de histórias ficaram para trás naquele dia, enquanto pessoas afundavam na água congelante. Outras dezenas, no entanto, foram salvas pelos barcos salva-vidas e, hoje, chegam a ser inacreditáveis para quem só viu o filme que narra a tragédia.

Conheça cinco histórias de sobreviventes do naufrágio do Titanic:

1. O professor

Fotografia de Lawrence e uma amiga na academia do navio / Crédito: Wikimedia Commons 

 

No mesmo ano da tragédia, o professor, jornalista e autor britânico Lawrence Beesley se demitiu de seu frustrante emprego. Sozinho na Europa, ele decidiu visitar seus familiares no Canadá e, assim, embarcou na segunda classe do RMS Titanic.

Logo depois de tomar alguns refrescos com colegas na Sala de Jantar, o homem estava deitado em sua cama quando o navio atingiu o iceberg. Ele sentiu as máquinas desligando e, após idas e vindas com livros nos bolsos, Lawrence foi até o convés.

Por sorte, o professor subiu no Bote 13, um dos únicos que aceitava homens a bordo. Ao lado de outras 64 pessoas no mesmo barco, ele foi resgatado, apesar de ter sido dado como desaparecido. No mesmo ano, escreveu um livro sobre a tragédia e ainda fez parte do primeiro filme que narrou o naufrágio. Décadas depois, morreu aos 89 anos.


2. A camareira 

Violet como enfermeira na Primeira Guerra / Crédito: Wikimedia Commons

 

Desde muito jovem Violet Jessop trabalhou como camareira na White Star Line, empresa contratada pelo Titanic. Naquela fatídica noite, ela foi colocada em um dos botes salva-vidas e ainda carregou um bebê desconhecido em seus braços.

Resgatada pelo RMS Carpathia, a jovem entregou a criança para sua suposta mãe e seguiu sua vida. Durante a Primeira Guerra, no entanto, Violet foi convocada pela Cruz Vermelha Britânica para servir como enfermeira a bordo do HMHS Britannic.

Apesar de funcionar como um hospital, o navio afundou no Mar Egeu, em 1916. Ao escapar do naufrágio, que durou 55 minutos e matou 30 pessoas, viveu até os 84 anos.


3. Os órfãos 

Os pequenos ficaram registrados com os nomes falsos de Louis e Lola / Crédito: Wikimedia Commons

 

Em 1912, Michel Navratil viu-se sozinho com os filhos pela primeira vez desde o divórcio com a mãe dos garotos. Com uma oportunidade de ouro em mãos, ele decidiu fugir com os meninos, todos com nomes falsos, para o Novo Mundo — a bordo do Titanic.

Na noite da colisão, o homem abandonou seu jogo de cartas para conseguir salvar seus filhos da tragédia. Com os pequenos num bote, ele olhou para Michel Jr. e Edmond, de quatro e dois anos, uma última vez antes de afundar sozinho nas águas congelantes.

Os meninos, então, foram as únicas crianças resgatadas do navio sem a companhia de um responsável. Conhecidos como os “órfãos do Titanic”, sem falar o inglês e sob os nomes falsos de Louis e Lola, os pequenos só encontraram sua mãe depois de muitos meses. Mais tarde, Michel Jr. viveu até os 92 anos, enquanto Edmond morreu em 1953.


4. Uma estrela 

Retrato de Dorothy Gibson / Crédito: Wikimedia Commons

 

Pioneira no cinema norte-americano no início do século 20, Dorothy Gibson ficou famosa por representar a si mesma no primeiro longa que contou a história do naufrágio do Titanic. Após a tragédia, ela se tornou uma das maiores atrizes dos Estados Unidos.

Naquela noite, contudo, Dorothy estava no salão com alguns amigos quando o choque abalou os funcionários do navio. Com uma passagem da primeira classe, a atriz escapou no bote de número 7, o primeiro a ser lançado ao mar. Mais tarde, o filme baseado no acidente e estrelado pela sobrevivente tornou-se um sucesso de bilheteria internacional.

Durante um incêndio no Eclair Studios, em Nova Jersey, no entanto, todas as cópias do longa foram destruídas, em meados de 1914, para a tristeza da atriz. Dorothy morreu décadas mais tarde, em 1946, aos 56 anos, vítima de um ataque cardíaco.


5. O samurai 

Retrato de Masabumi Hosono / Crédito: Wikimedia Commons

 

Nascido em uma linhagem de samurais, Masabumi Hosono era o único japonês a bordo do Titanic. Ágil e inteligente, ele subiu em um dos botes e ocupou a última vaga disponível no barco. Na hora, sua vida foi salva, mas sua reputação foi destruída.

Ao chegar em Tóquio, o homem foi criticado por não se adequar às virtudes samurais. Para muitos, ele não demonstrou coragem, sacrifício e, principalmente, honra, ao desrespeitar a fila de prioridades do navio e, assim, foi considerado um covarde.

Com sua história contada em todos os jornais, ele chegou a perder o emprego e foi criticado até o dia de sua morte, dos 41 aos 68 anos. A redenção só veio em 1997, no mesmo ano do lançamento do filme Titanic, quando Masabumi recebeu uma condecoração póstuma oferecida pelo próprio governo japonês.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Titanic: Minuto a Minuto, de Jonathan Mayo (2017) - https://amzn.to/35HRGuU

Titanic - A história completa, de Philippe Masson (2011) - https://amzn.to/35IXULh

Titanic. A Verdadeira e Trágica História e os Atos de Heroísmo de Seus Passageiros, de Rupert Matthews (2014) - https://amzn.to/3bM6U5g

Titanic: A century of news, de The Guardian (ebook) - https://amzn.to/3dRvlQu

Guide to the Crew of Titanic: The Structure of Working Aboard the Legendary Liner, de Günter Bäbler (2020) - https://amzn.to/3bRNzzQ

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W