Curiosidades » Hollywood

A vida secreta de Cary Grant: alucinógenos, depressão e amantes homossexuais

Longe das câmeras, a vida do ator nada tinha a ver com a imagem de homem seguro e sedutor de Hollywood

Vanessa Centamori Publicado em 08/03/2020, às 09h00

O ator Cary Grant em foto oficial
O ator Cary Grant em foto oficial - Wikimedia Commons

Existe um grande interesse na vida privada de Cary Grant, ator australiano e lenda do cinema. Ano passado, a atriz Dyan Cannon, que foi esposa do astro por três anos (durante a década de 1960), contou à imprensa que rejeitou uma oferta milionária para revelar em um livro todos os podres de seu casamento com o ator. 

Grant, que se casou cinco vezes, teve uma filha de 5 anos com Cannon. Ao mesmo tempo, o astro levava uma vida secreta longe dos holofotes, que nada tinha a ver com a imagem segura e sedutora que ele mostrava em frente à câmeras. Existem relatos de que Grant era um homem bem atormentado e sofria de depressão.

Cary Grant e Audrey Hepburn no filme Charade , de 1963 / Crédito: Wikimedia Commons 

 

Como resultado, ele teve uma enorme relação com o LSD, droga popular nos Estados Unidos nas décadas de 1950 e 1960. De acordo com o ator, o alucinógeno foi o que teria o “salvado da depressão”. Por anos, ele teve de encarar traumas que carregou desde a infância. 

O irmão de Cary Grant morreu de tuberculose e o futuro ator foi criado por um pai alcóolatra e uma mãe doente. Aos 9 anos de idade, seu pai mandou a mãe para uma instituição de saúde mental, mas o astro do cinema, que ainda era criança, pensava que ela havia morrido.

No ano seguinte, o pai de Grant casou-se novamente. Só 30 anos depois que o filho soube que a mãe estava viva, ainda internada na clínica psiquiátrica. Enquanto isso, em aparições públicas, o ícone da elegância costumava dizer que viveu uma infância feliz, com uma boa família do teatro inglês. 

Cary Grant em North by Northwest , de 1959 / Crédito: Wikimedia Commons 

 

No documentário “Women He’s Undressed”, de 2015, é contada a história do figurinista Orry-Kelly (que teve um caso amoroso com Cary Grant). No filme, outro lado secreto do ator vencedor de três oscars é revelado: a sua homossexualidade. Um retrato dele perante a homofobia na indústria cinematográfica é traçado pelo documentarista australiano Gillian Armstrong.

Em entrevista à Revista Out Magazine, Armstrong citou os fracassos matrimoniais entre Grant e as quatro esposas que ele já teve, causados em parte pela relação dele com homens. 

Orry-Kelly, que foi amante de Cary Granty,  com atriz Veda Ann Borg / Crédito: Divulgação Wolfe Video 

 

Orry-Kelly já chegou a contar inclusive que durante certo período de tempo, Cary teria trabalhado como acompanhante sexual para mulheres ricas. Por outro lado, algumas pessoas que viveram próximas do astro negam esse fato, como sua ex-esposa, Dyan Cannon.

Quando Grant se casou com a atriz Virginia Cherrill em 1934, o ator Randolph Scott tentou se suicidar. Isso porque ele e Grant tinham uma relação amorosa. Eles voltaram a morar juntos novamente após o fim do casamento do ator australiano, em 1935. O ator morreu em 1986, após uma grave hemorragia cerebral. 


++Saiba mais sobre o mundo hollywoodiano através das obras: 

Os Mais Famosos Atores de Hollywood: 1940 a 1960 - Parte 2: Gary Cooper, Gregory Peck, Henry Fonda, Humphrey Borgart, James Stewart, John Wayne e outros, de Americo Luis Martins da Silva ( 2019) - https://amzn.to/3cBUZYS

As Mais Famosas Atrizes de Hollywood: 1940 a 1960 - Parte 1: Audrey Hepburn, Ingrid Bergman, Grace Kely, Debora Kerr, Ava Gardner, Claudette Colbert e outras, de Americo Luis Martins da Silva ( 2019) - https://amzn.to/2TuO24E

O que é o cinema?, de por André Bazin e Eloisa Araújo Ribeiro ( 2018) - https://amzn.to/2TJssrR

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand e Luis Reyes Gil ( 2019) - https://amzn.to/3azzgis

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.