Curiosidades » Reino Unido

Afinal, algum bisneto da Rainha Elizabeth II poderá assumir o trono?

Descendentes diretos da monarca, eles fazem parte de uma longa e confusa linha de sucessão

Pamela Malva Publicado em 04/11/2020, às 18h54

Rainha Elizabeth II e seus sete bisnetos
Rainha Elizabeth II e seus sete bisnetos - Divulgação

Uma das árvores genealógicas mais famosas do mundo é a da Família Real Britânica. Muito além dos casamentos entre primos, no entanto, ela é conhecida por definir a exata linha de sucessão da monarquia do Reino Unido.

Com os nomes dos filhos, netos e bisnetos da Rainha Elizabeth II, a árvore genealógica da realeza britânica pode parecer bastante confusa. Ainda assim, ela permite uma compreensão muito mais clara sobre o futuro da coroa.

Pensando nisso, muitos se perguntam sobre os bisnetos da rainha. Considerando que Elizabeth II tem dois netos já adultos, parece pouco provável que alguma das crianças realmente assuma o trono da Inglaterra num futuro próximo.

A Rainha Elizabeth II quando jovem / Crédito: Divulgação

 

Competição entre filhos

A linha de sucessão do Reino Unido é, de fato, bastante longa. Isso porque ela não depende da quantidade de filhos que um monarca tem. Na Inglaterra, apenas o primogênito tem chances reais de assumir o trono.

Isso aconteceu com a própria Elizabeth II, primeira filha do Rei George VI. A monarca, no entanto, tinha uma irmã, Margaret, que nunca chegou a competir pelo trono — ela morreu em meados de 2002. Dessa forma, a Rainha já governa há 68 anos

Assim que Elizabeth II deixar sua coroa, o primogênito da monarca deve assumir. Nesse sentido, entre os quatro filhos que ela teve, o trono deverá ser entregue ao Príncipe Charles, nascido em 1948.

Príncipe Charles em aparição pública / Crédito: Wikimedia Commons

 

Primogênitos

Não fossem os nascimentos de William e Harry, os outros filhos de Elizabeth II teriam uma chance. Com os netos da rainha na equação, no entanto, a linha de sucessão seguiu em frente, deixando Edward, Andrew e Anne para trás.

Depois do pai, o famoso Príncipe William é o segundo na linha de sucessão do trono. Nascido em 1982, ele foi o primeiro fruto do relacionamento entre Charles e a icônica LadyDi. Logo em seguida, viria o polêmico Príncipe Harry.

Casado com Kate Middleton, no entanto, William complicou muito mais a linha de sucessão quando teve seu primeiro filho, o Príncipe George, em 2013. De repente, Harry não era mais o terceiro na linha de sucessão, mas sim o quarto.

Fotografia do Príncipe Harry e sua esposa, Megan Markle / Crédito: Divulgação/Twitter

 

Confusão real

Filho primogênito de William, o pequeno George já nasceu na terceira posição da linha de sucessão. Seguindo os passos do pai, ele está mais próximo de se tornar o Rei da Inglaterra do que o próprio Príncipe Harry, que é neto direto da Rainha Elizabeth.

Mais tarde, em 2015 e 2018, William prolongou ainda mais a linha de sucessão, quando teve os pequenos Charlotte e Louis, respectivamente. Com isso, cada um dos bebês tomou um lugar na competição pelo trono, deixando Harry de lado.

Assim, antes de reivindicar todos os direitos e deveres da coroa, o Príncipe Harry, que é casado com Meghan Markle, acabou por ocupar o sétimo lugar na famosa linha de sucessão. Antes dele, viriam os três pequenos filhos de William.

George, Charlotte e Louis, os filhos do Príncipe William, respectivamente / Crédito: Divulgação

 

Filhos, netos e bisnetos

Falando nas crianças, é importante ressaltar que a carismática Charlotte foi a primeira garota na árvore genealógica da Família Real Britânica a anteceder outro filho homem da nobreza — já que ela, de fato, nasceu antes de Louis.

Hoje em dia, o pequeno Archie, nascido em 2019, por sua vez, não tem o título de príncipe. Ainda que seja o primogênito de Harry e Meghan Markle, ele só conquistará esse cargo quando Charles, seu avô, tiver a coroa do Reino Unido.

A partir daí, ele se tornará um príncipe, assumindo o oitavo lugar na linha de sucessão. Será apenas aos 18 anos, no entanto, que Archie poderá decidir entre usar, ou não, a alcunha de Sua Alteza Real — título esse que seus pais já abriram mão.

De certa forma, então, todos os bisnetos da Rainha Elizabeth II ainda têm chance de se tornarem os governantes do Reino Unido. Basta torcer para que George não tenha filhos tão cedo, permitindo que a coroa passe de um irmão para o outro.


VÍDEO: 5 curiosidades bizarras sobre Elizabeth II


+Saiba mais sobre o tema através de grandes obras da Amazon: 

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7