Curiosidades » Personagem

Amante, luta icônica e morte polêmica: 5 fatos sobre Bruce Lee

Morto em 1973, Bruce fez parte de episódios que marcaram a sua carreira para sempre

Caio Tortamano Publicado em 03/10/2020, às 09h00

Bruce Lee em pose durante fotografia em set de filmagens
Bruce Lee em pose durante fotografia em set de filmagens - Divulgação

Bruce Lee é conhecido como um dos mais icônicos artistas de todos os tempos, que conquistou sua popularidade através de filmes que tratavam de artes marciais, atraindo fãs ao redor do mundo com o seu carisma e maestria no Kung Fu.

Apesar da fama, alguns aspectos de sua vida não são tão conhecidos, seja por causa da cobertura da mídia ou simplesmente por fazerem parte dos bastidores. 

Pensando nisso, separamos alguns episódios que marcaram a trajetória de Lee.

1. Nos bastidores com Jackie Chan

Antes de despontar como um grande nome da história do Kung Fu no cinema, Jackie Chan trabalhou como coadjuvante no filme Operação Dragão, de Bruce Lee. Em determinada cena, Lee tinha que bater em vários capangas ao mesmo tempo e um deles seria o jovem Chan.

O ator Jackie Chan / Crédito: Getty Images

 

O Dragão — como Bruce ficaria conhecido — usava um bastão que atingiu acidentalmente o rosto de Chan, que foi ao chão. Ele continuou a cena, mas assim que o diretor cortou a gravação, correu para ajudar o abatido figurante, pedindo inúmeras desculpas.


2. Luta icônica

Por motivos ideológicos, uma das maiores lutas de todos os tempos foi armada entre Bruce Lee e o mestre Wong Jack Man, todavia, somente 10 pessoas a presenciaram. A batalha aconteceu em Oakland, na região da costa da San Francisco, na Califórnia, em uma pequena academia de luta.

San Francisco tinha o prazer de ter os lutadores ensinando alunos na cidade, entretanto, enquanto Bruce lecionava para pessoas além da comunidade chinesa, Wong só ensinava imigrantes e filhos de chineses, enxergando em Lee um desrespeito a luta. O resultado? Segundo a esposa de Lee, o ator venceu o mestre tradicionalista em questão de três minutos, por unanimidade.


3. O dia da morte

Em 20 de julho de 1973, o ator, na época com 32 anos, foi encontrado morto no apartamento da atriz Ting Pei. A causa de sua morte, porém, ainda choca fãs. A autópsia concluiu que o ator morreu por conta de uma reação alérgica de seu corpo a um remédio que a artista ofereceu para conter a dor de cabeça.

Seu cérebro tinha inchado consideravelmente, resultando em dores severas no ator. É importante lembrar que, dias antes, Bruce já tinha manifestado queixas sobre uma forte dor de cabeça durante as filmagens de Operação Dragão, e foi constatado um edema em seu cérebro.


4. A polêmica amante

Em 1972, já casado com a mãe de seu filho Brandon e professora de luta Linda Cadwell, Bruce conheceu a atriz Ting Pei enquanto gravava um filme em Hong Kong. Linda tinha certeza que o seu marido e a atriz de Taiwan eram apenas amigos, mas foi justamente em um momento crítico que ela descobriu a verdade.

Bruce Lee e amante Betty Ting Pei juntos em fotografia / Crédito: Divulgação

 

Quando Bruce Lee foi encontrado morto, ele estava no apartamento de Ting, em Hong Kong. O caso era tão sigiloso que a mídia da época nem suspeitava da relação entre os artistas.


5. Maldição Lee

Bruce morreu tragicamente quando seu filho tinha somente 8 anos de idade, o que fez com que Brandonse inspirasse a continuar o legado de seu pai. O filho da lenda tinha uma promissora carreira em Hollywood quando se preparava para viver o seu papel mais importante até então, o protagonista do filme O Corvo, em 1993. 

Bruce Lee e o filho Brandon Lee / Crédito: Wikimedia Commons

 

Já na reta final das filmagens, em março daquele ano, uma arma que deveria ter somente balas de festim contava com uma munição real alojada no cano da pistola, imperceptível sem uma vistoria atenta. A produção do filme deixou isso passar, e a bala de verdade foi usada contra Brandon em uma cena específica, perfurando seu peito e o matando no próprio set.


+Saiba mais sobre Hollywood por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

Hollywood Babylon: The Legendary Underground Classic of Hollywood's Darkest and Best Kept Secrets (Edição Inglês), de Kenneth Anger (1981) - https://amzn.to/2RurMWU

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W