Curiosidades » Personagem

Apunhalado pelas costas: a conspiratória morte de Ramsés III

Em uma terrível noite de 1155 a.C., o poderoso faraó foi atacado por uma sequência de golpes fatais e imprevisíveis

Pamela Malva Publicado em 16/08/2020, às 11h00

Representação de Ramsés III, o último grande faraó do Império Novo
Representação de Ramsés III, o último grande faraó do Império Novo - Wikimedia Commons

Filho do faraó Setnakht, Ramsés III é considerado como o último grande faraó do Império Novo. No posto de segundo faraó da 20ª dinastia do Egito Antigo, ele herdou o espírito de liderança do pai, mas sequer imaginava as polêmicas que teria de superar.

Enquanto líder do império, Ramsés III detinha uma autoridade invejável e uma noção bastante estratégica do que precisava ser feito para as ascenção da dinastia. Foram cerca de 31 anos de um governo que sabia lutar.

Nascido em Tebas, o faraó sabia o que estava fazendo e, quando os líbios e os povos do mar tentaram invadir seu território, Ramsés III respondeu à altura. Diversas guerras se seguiram e o Egito saiu vitorioso na grande maioria dos conflitos.

Em meados de 1155 a.C., entretanto, o faraó foi apresentado ao maior de seus problemas: uma conspiração que tentava tirar sua vida à força. Naquele mesmo ano, o grande Ramsés III caiu, após ser morto por assassinos misteriosos.

Representação de Ramsés III no Santuário do Templo de Khonsu / Crédito: Wikimedia Commons

 

Por trás das costas

Logo que seu pai foi mumificado e sepultado em um sarcófago suntuoso, Ramsés IV assumiu o Egito. No trono, o novo líder ordenou que 12 juízes investigassem o homicídio do antigo faraó e desmascarassem os traidores da nobreza.

Naquela época, nem mesmo o grupo convocado por Ramsés IV conseguiu solucionar o mistério que se manteria por mais centenas de anos. Foi apenas em 2016, segundo a revista Galileu, que dois cientistas encontraram uma possível resposta.

Até então, acreditava-se que Ramsés III teria sido atacado de surpresa, por um assassino silencioso. Graças a Sahar Saleem, um radiologista da Universidade de Cairo, e o historiador Zahi Hawass, hoje sabemos que uma luta aconteceu entre o antigo faraó e os criminosos que tiraram sua vida.

Representação de Ramsés III (à direita) frente à Tríade de Tebas / Crédito: Wikimedia Commons

 

Armas afiadas

Após dezenas de pesquisas, os especialistas descobriram que, na verdade, Ramsés III foi atacado por diversas pessoas, em vários locais de seu corpo. O dedo polegar do faraó, por exemplo, foi arrancado por um golpe de machado.

O ato final da execução foi na garganta do líder, em forma de um corte fatal que acabou o degolando. De acordo com as marcas encontradas no corpo mumificado de Ramsés III, também ficou claro que um dos assassinos atacou sua vítima de frente.

Ainda mais, os cientistas ainda puderam sugerir algumas armas para o crime conspiratório. Além do machado e de uma possível espada, os criminosos também podem ter usado “uma faca ou uma adaga” para atacar “Ramsés III pelas costas ao mesmo tempo”, explicou Sahar Saleem à época das descobertas.

O faraó Ramsés III (à esquerda) fazendo oferendas ao deus Thoth / Crédito: Wikimedia Commons

 

Perguntas sem respostas

Após as descobertas, os especialistas agora procuram entender o motivo do homicídio. Nesse sentido, documentos encontrados por Sahar e Zahi sugerem que uma das esposas do faraó, a Rainha Tiy, desejava assassinar o marido para que seu herdeiro, Pentawer, assumisse o trono, em um caso que ficou conhecido como a Conspiração do Harém.

De acordo com a linha de sucessão egípcia, contudo, quem recebeu a honra de faraó foi outro filho da vítima, o Ramsés IV. Acredita-se que Pentawer tenha ficado tão frustrado que acabou se enforcando — marcas profundas foram encontradas no pescoço bem preservado do herdeiro.

Enquanto reconstroem os últimos dias de Ramsés III, os especialistas continuam chocados com suas descobertas. “Os embalsamadores que ficaram responsáveis pela mumificação do faraó criaram uma prótese perfeita para o dedo arrancado do líder, dificultando esta descoberta”, explicou Saleem, impressionado.


+Saiba mais sobre o Egito Antigo com as obras disponíveis na Amazon:

Ramsés: A batalha de Kadesh, Christian Jacq (2008) - https://amzn.to/2IkzBJG

História do Egito Antigo, Nicolas Grimal (2012) - https://amzn.to/2TlfWQi

As Dinastias do Antigo Egito: A História e o Legado dos Faraós desde o Início da Civilização Egípcia até a Ascensão de Roma, Charles River (2019) - https://amzn.to/2Tlggyu

Múmias: Segredos dos Faraós, 2010, Estados Unidos, 39 min (Amazon Prime Vídeo) - https://amzn.to/2w5nJJp

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W