Curiosidades » Cultura

Aspirando e Expelindo: o livro de poemas que aborda as profundas relações humanas

Publicada em 2018, a obra do paulistano Gabriel Ferreira apresenta breves poemas que se mesclam com figuras de linguagem

Victória Gearini Publicado em 09/12/2020, às 19h49

Capa da obra Aspirando e Expelindo (2018)
Capa da obra Aspirando e Expelindo (2018) - Divulgação / Guilherme Tavares / Chiado Editora

Lançada em 2018 pela Chiado Editora, a obraAspirando e Expelindo, do jovem escritor Gabriel Ferreira, foi publicada em cinco países que falam língua portuguesa. O livro reúne 57 poemas autorais, em que o autor reflete sobre o passar do tempo e insere o leitor para dentro do contexto de uma determinada prosa reflexiva. 

[Colocar ALT]
Aspirando e Expelindo, de Gabriel Ferreira (2018) / Crédito: Divulgação / Chiado Editora

Desde criança, o escritor paulistano Gabriel Ferreira já demonstrava interesse pela arte, literatura e cultura. Aos 14 anos, começou a escrever poemas, frases, pensamentos e sentimentos profundos, até que em 2017 decidiu juntar esses fragmentos e enviar para a Chiado Editora.

Um ano depois nasceu a obra Aspirando e Expelindo, que reúne 57 poemas autorais, que se mesclam com figuras de linguagem. Além disso, a obra conta com fotografias exclusivas de três profissionais: as jornalistas Helena Gomes e Victória Gearini, e o fotógrafo Guilherme Tavares. A obra retrata, ainda, as vivências e observações mais profundas feitas pelo escritor, desde os seus 14 anos até os 19 anos. 

Aos 23 anos, o Gabriel Ferreira acaba de se formar em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Além disso, possui um site, chamado Portal Gabriel, em que discute resenhas de livros, músicas e cinema. O autor é apresentador, ainda, do programa Good Vibes, disponível na Rádio Sudeste, em que aborda assuntos culturais. 

Disponível na Amazon em formato Kindle e capa comum, a obra Aspirando e Expelindo, em suma, retrata as profundas relações humanas, a partir das vivências e observações do jovem autor.

Confira abaixo um poema de Gabriel Ferreira, extraído de sua obra:

"Nem sempre foi como eu queria, mesmo assim não poderia imaginar o que poderia ser assim.

Eu andava muito sozinho, porque seguia a minha intuição, mesmo assim sendo muito criticado.

Eu não vou me enganar, vou seguir meu rumo, para poder lhe despistar, lá no meu caminho não vou lhe encontrar. 

Agora não dá tempo, já caíram tantas pedras na minha cabeça, não há mais o que mudar.

É hora de finalizar o capítulo, em um piscar de olhos, agora já me feriu, não tem como voltar, já ficou para trás."


+Saiba mais sobre esta e outras obras relacionadas ao tema, disponíveis na Amazon:

Aspirando e Expelindo, de Gabriel Ferreira (2018) - https://amzn.to/3n8wK9S

Poesias, de Fernando Pessoa (1997) - https://amzn.to/37T3rlf 

Cem sonetos de amor, de Pablo Neruda (1997) - https://amzn.to/2Lqsq7X

Últimas Poesias, de Gabriel Rodrigues - https://amzn.to/3qHOOJV

Todos os contos, de Clarice Lispector (2016) - https://amzn.to/3qF3Z6F

Poemas, de Wislawa Szymborska (2011) - https://amzn.to/34f9Ki3

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W