Curiosidades » Marilyn Monroe

Marilyn em cores: quadro mais caro do século 21 tem uma saga turbulenta

Uma das obras presentes na série feita por Andy Warhol atingiu valor recorde em leilão realizado nos EUA na última semana

Redação Publicado em 10/05/2022, às 09h55 - Atualizado em 15/05/2022, às 08h00

A obra vendida por valor máximo em leilão
A obra vendida por valor máximo em leilão - Getty Images

Uma obra de arte marcante atingiu valor máximo em leilão ocorrido na última segunda-feira, 9, nos EUA, no século 21. Pelo curioso valor de 195 milhões de dólares (aproximadamente R$ 1 bilhão), um dos retratos da icônica Marilyn Monroepintados pelo artista Andy Warholchamou atenção.

A obra até mesmo desbancou 'Les Femmes d’Alger' (Versão ‘O’)”, feita por Picasso, e adquirida no ano de 2015 pelo impressionante valor de 179,4 milhões de dólares. 

Contudo, outro dado que chama atenção é o fato da obra se chamar 'Shot Sage Blue Marilyn': a série de retratos carrega uma saga turbulenta. Afinal, 'sobreviveu' a um tiroteio ocorrido no ano de 1964. 

A obra, que faz parte de uma série de imagens, quase foi alvo de Dorothy Podber. Ela, uma artista performática, conforme repercutido pela Veja, se deparou com uma das cinco imagens ao entrar no estúdio de Warhol.

Crédito: Getty Images

O ato drástico

Contudo, o que ninguém esperava é que Dorothy se aproveitaria da situação para tentar destruir a série de retratos. 

Com acesso a uma das obras, ela tirou uma arma da bolsa e mirou bem no centro de cada uma das obras, assim danificando a parte dos retratos que mostravam os olhos de Monroe. 

Felizmente, o artista foi capaz de restaurar o estrago e diante do episódio turbulento, batizou os quadros com 'Shot Marilyns' ('Marilyns Baleadas', em tradução livre). E curiosamente, a obra que agora detém o título de mais cara do século 21 não fora alvo do ato insano de Dorothy