Curiosidades » Civilizações

Atirava até animais: Trébuchet, a mais poderosa arma de sítio

Até a chegada da pólvora, o avô da artilharia era a arma de sítio mais cruel da Idade Média

Redação Publicado em 06/03/2021, às 09h00

Ilustração de um antigo trébuchet
Ilustração de um antigo trébuchet - Wikimedia Commons

Os trébuchets apareceram em campos de batalha no século 12. Foi a arma de sítio mais poderosa contra castelos até a chegada da pólvora ao Ocidente. Trébuchet deriva do verbo francês trébucher – lançar por cima. Ricardo Coração de Leão usou dois deles na Terceira Cruzada, durante o cerco à cidade de Acre, no Oriente Médio, em 1191.

Crédito: Wikimedia Commons

 

Eram chamados de “Catapulta de Deus” e “Mau Vizinho”. Há relatos de máquinas semelhantes usadas em Constantinopla no século 6, mas a maioria dos estudiosos acredita que se trata de uma invenção de cristãos.

O bicho atirava qualquer coisa. Animais infectados, bombas de cerâmica com fragmentos de metal, balas incendiárias. Era o maior temor dos donos de castelo e dos comandantes de fortalezas.

Pensando nisso, separamos algumas curiosidades sobre como funcionava o antigo equipamento. Veja abaixo!

1. Gigante

O trébuchet podia chegar a 20 m de altura, com capacidade para lançar objetos de
160 kg a 250 m de distância (os números variam de acordo com o tamanho do aparelho).

Representação de um antigo Trébuchet /Crédito: Wikimedia Commons

 

O melhor da máquina era sua precisão. Permitia mira acurada e sempre atingia o mesmo ponto.

2. Peso-pesado 

O contrapeso era o segredo do aparelho – um cesto carregado de pedras que, solto, agia por gravidade –, alguns contrapesos tinham 18 toneladas.

3. Força humana

Para preparar a arma era preciso de força humana ou animal, que precisava puxar o braço para baixo e levantar o contrapeso.

4. Rede

O projétil ficava encapsulado em uma rede, que se abria quando o braço do aparelho chegava a 45 graus.