Curiosidades » Brasil

Haddock Lobo, Frei Caneca e Peixoto Gomide: Os personagens por trás dos cruzamentos da Avenida Paulista

Próximas a mais famosa avenida de São Paulo, muitas das vias levam nomes de figuras importantes do país

Isabela Barreiros Publicado em 13/03/2020, às 07h00 - Atualizado às 16h51

A Avenida Paulista, em São Paulo
A Avenida Paulista, em São Paulo - Wikimedia Commons

Entre os cruzamentos da famosa Avenida Paulista, localizada na capital de São Paulo, estão nomes de pessoas que realmente existiram e fizeram parte da História do Brasil, ainda que de maneiras diferentes. Conheça algumas dessas figuras, que foram importantes para a construção do país.

1. Haddock Lobo

Crédito: Wikimedia Commons

 

Médico e político, Haddock Lobo nasceu em Portugal, mas atuou principalmente no Brasil durante sua trajetória profissional. Entrou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1834, onde se formou.

Um de seus maiores legados é a realização da primeira anestesia do país. Mesmo que ainda tivesse sido feita a nível experimental, foi importante para o desenvolvimento da área da medicina no Brasil. A operação aconteceu no dia 20 de maio de 1847.


2. Brigadeiro Luís Antônio

O brigadeiro Luís Antônio Macedo de Sousa foi um grande negociante em São Paulo da passagem do século XVIII para o XIX. Além disso, foi também filantropo e atuou em diferentes negócios por todo o Brasil.

Sua contribuição no mercado brasileiro daquela época foi enorme — principalmente devido à sua acumulação de capital, foi possível o desenvolvimento de grandes cafeicultores  no interior de São Paulo.


3. Peixoto Gomide

Crédito: Wikimedia Commons

 

Advogado, professor e político, Peixoto Gomide ocupou diversos cargos políticos no Brasil. Ele foi presidente do Senado do Estado, equivalente a atual posição de governador, e ficou conhecido por ser um político conceituado.

No entanto, o senador também foi autor de um dos crimes mais famosos do país: Gomide assassinou sua filha, Sophia, de 22 anos no dia 20 de janeiro de 1906. Ele matou a moça com um tiro na testa.


4. Joaquim Eugênio de Lima

Foi Joaquim Eugênio de Lima quem idealizou a famosa e icônica Avenida Paulista. Fora esse grande legado como urbanista, também foi jornalista e empresário imobiliário principalmente em São Paulo, onde viveu por maior parte de sua vida.

Formou-se em agronomia na Alemanha e percorreu quase todo o continente europeu em diversas viagens ao longo de sua juventude. Também visitou muitos dos estados brasileiros, mas viveu na capital paulista e desenvolveu a maioria de suas atividades na grande metrópole.


5. Frei Caneca

Crédito: Wikimedia Commons

 

Joaquim da Silva Rabelo, posteriormente denominado Frei Joaquim do Amor Divino Rabelo e mais conhecido como Frei Caneca, foi um dos líderes da Confederação do Equador. Escrevendo artigos de jornal, ele se tornou um dos maiores críticos do autoritarismo de dom Pedro I.

Preso em 1824, o religioso foi indiciado como um dos chefes da rebelião e condenado à morte. Passou-se um ano, até que, em 13 de janeiro de 1825, Frei foi fuzilado.


+ Saiba mais sobre o tema por meio das obras a seguir:

Avenida Paulista, Luiz Gê (2012) - https://amzn.to/2wMYN9n

Avenida Paulista, Caio Parente (2019) - https://amzn.to/2TVEpe8

A milésima segunda noite da avenida Paulista, Joel Silveira (2003) - https://amzn.to/3aSIKp4

Mapeando a Paulista, Leandro Guarnieri (2019) - https://amzn.to/2ITYYTj

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.