Curiosidades » Alasca

Aventura e destino fatal: a maldição por trás do ônibus do filme Natureza Selvagem

Conhecido como Ônibus Mágico, o veículo está localizado em uma região cercada por históricos de acidentes no Alasca

Penélope Coelho Publicado em 23/04/2020, às 15h00

Christopher McCandless  em frente ao ônibus 142
Christopher McCandless em frente ao ônibus 142 - Divulgação

Na Natureza Selvagem, é um livro que teve sua adaptação para o cinema em 2007, a história baseada em fatos reais, narra a escolha de uma vida repleta de aventura e drama do americano Christopher McCandless. Um jovem que tinha tudo, mas, decidiu abrir mão de seus privilégios, com o objetivo de se descobrir. Christopher, então com 24 anos, resolveu fazer uma expedição sem precedentes nos Estados Unidos, tornando-se uma figura lembrada por seu espírito livre.

Entretanto, o fim de McCandless foi triste, o homem foi encontrado morto no Alasca, em abril de 1992, depois de apenas quatro meses de sua estadia no local aonde ele acabou falecendo, por causa do frio e da fome. Seu corpo foi encontrado dentro do ônibus que lhe serviu de abrigo em seus últimos dias na Terra. Esse veículo é motivo de curiosidade até hoje. 

Fotografia do famoso Ônibus Mágico no Alasca / Crédito: Divulgação

 

A magia do ônibus

McCandless caminhou por mais de 30 quilômetros, percorrendo toda a extensão de Stampede Trail, no Alasca, além de atravessar dois rios, até que seu destino se cruzasse com aquilo que o homem chamou de Ônibus Mágico. Na década de 1960, uma empresa de construção abandonou o Fairbanks City Transit System Bus 142, no Alasca. O ônibus foi utilizado por Christopher como um abrigo onde ele tentou se proteger do clima traiçoeiro do local. 

Ao redor do mundo, diversos fãs e admiradores dessa história ficaram fascinados pela coragem e desapego do aventureiro, por isso, o Ônibus Mágico virou uma espécie de ponto turístico para os visitantes. Talvez, essas pessoas só não esperassem que a chegada até o famoso ônibus não tivesse sempre um final feliz.

Atualmente, o veículo se encontra no mesmo lugar de antes, no Parque Nacional Denali, no Alasca, mesmo sabendo dos riscos que essa localização oferece, muitos curiosos se arriscam para ter a mesma sensação que McCandless teve na década de 1990, porém, muitas dessas visitas terminaram mal, alguns nem conseguiram chegar até o ônibus.

Viagens trágicas

Quem se propõe a viver essa história, vai encontrar os mesmos desafios que o americano enfrentou em seu caminho até o Ônibus Mágico. O maior problema dessa região do Alasca ainda é o o rio Teklanika, além do terreno escorregadio e instável, quem passa por lá corre um perigo constante.

Visitante na frente do ônibus / Crédito: Divulgação

 

O acidente mais recente aconteceu em julho de 2019, quando uma turista bielorrussa foi uma das vítimas fatais do local. Veramika Maikamav e seu marido, Piotr, tinham acabado de se casar, a união recente não havia completado nem um mês, mas os dois sempre demonstraram a vontade de viver essa aventura juntos.

Veramika e seu esposo tentaram cruzar o rio Teklanika para chegarem até o famoso Ônibus 142, nesse percurso a mulher escorregou e foi levada pela correnteza. Piotr ainda conseguiu encontrá-la e tirou seu corpo da água, mas, nessa altura a mulher já estava morta. Infelizmente, o mesmo também aconteceu com uma alpinista suíça em 2010, Claire Ackermann, perdeu a vida no rio sob as mesmas circunstâncias.

Christopher McCandless acabou morrendo de fome exatamente por causa do rio, no período que ele chegou ao Parque Nacional, às águas ainda estavam baixas, facilitando sua travessia. O homem ficou preso sem poder voltar, logo após a mudança de estação, quando a temperatura subiu razoavelmente, o resultado foi o aumento do nível do rio, assim, McCandless não conseguiu atravessar de volta para conseguir recursos básicos como alimentos.

Diversas vezes ao ano a Polícia Florestal do Alasca resgata visitantes que decidem fazer essa viagem no verão, muitas vezes alguns visitantes acabam sofrendo alguns acidentes, mas, nem todos tão letais quanto o de Veramika Maikamav e Claire Ackermann. 


+Saiba mais sobre a jornada de McCandless através das obras disponíveis na Amazon:

Na natureza selvagem, por Jon Krakauer (1996) - https://amzn.to/2Vh7TUm

Na Natureza Selvagem, por Sean Penn (2007) - https://amzn.to/2JRHcQW

The Wild Truth: The secrets that drove Chris McCandless into the wild, por Carine McCandless (2014) - https://amzn.to/2y4vVu4

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du